e-loan Soluções Financeiras

Melhore a gestão das suas finanças

Ao longo desta semana, a e-loan tem celebrado, em conjunto com os seus seguidores, a Semana da Poupança. Este evento visa reforçar o impacto que uma boa gestão financeira e planeamento poderá ter na vida de cada família.

Com o olhar posto nas dificuldades financeiras atuais, resultantes do aumento significativo da inflação e das taxas de juro, como a Euribor, e para celebrar o Dia Mundial da Poupança, a e-loan decidiu oferecer neste artigo várias dicas de poupança gerais. Verá que simples gestos farão a diferença. Sem mais demoras, conheça já as nossas dicas para celebrar este dia tão especial.

Sugestões de poupança geral - como melhorar a gestão das suas finanças?

Conheça a seguir as várias dicas sobre como poupar melhor. Se preferir, siga diretamente para alguma delas, com a ajuda do sumário a seguir apresentado.

Sumário

    1 - Conhecer todas as suas despesas

    Este é a primeira etapa que deverá cumprir, sempre que ponderar começar um bom “pé de meia”.  Cada indivíduo tem, por norma, uma ideia consciente dos seus gastos gerais. No entanto, aquele café à hora de almoço, ou um jantar entre amigos não planeado, são alguns exemplos que se acumulam, e que terão, a longo prazo, um impacto significativo no seu orçamento.

    Recorde-se que:

    Para uma boa poupança, todos os cêntimos contam, e cada gasto poderá fará uma grande diferença na hora de fazer contas à vida.

    Para o ajudar a gerir melhor o seu orçamento, a e-loan recomenda que aponte todos os seus gastos. Para isso poderá utilizar uma Folha de Controlo Financeiro, ou então se preferir, opte por implementar métodos antigos como o uso de um caderno e uma caneta. O importante mesmo é que consiga obter uma visão geral e exata de todos os seus custos para, numa segunda etapa, poder selecionar as despesas que fazem sentido manter, ou aquelas que deverão ser eliminadas do seu orçamento.

    NOTA:

    • Por vezes a subscrição de serviços streaming ou de cartões de crédito em loja podem tornar-se numa despesa adicional invisível. Para evitar que estes custos virem um problema financeiro a longo prazo, recomendamos que procure, todos os meses, verificar o extracto da sua conta bancária, para que possa também registar estes gastos. Obtenha assim uma melhor noção dos seus principais gastos, e cancele o débito de serviços que já não estejam a ser utilizados.

    2 - Renegociar contractos de serviços

    Todos sabemos que as operadoras, tanto de energia como de telecomunicações, oferecem diversos serviços no mercado. No entanto, nem todas estas ofertas apresentam o mesmo grau de importância para cada um de nós.

    Imagine-se por exemplo:

    Uma operadora de telecomunicações que lhe ofereceu um pacote de canais de Desporto, que nem costuma ver.

    Ao final de um ano, o dinheiro que pagará a mais por essa fidelização do serviço poderá fazer uma diferença de 200€, 300€ ou mais, nas suas finanças.

    Se estiver a ponderar subscrever um serviço deste género, é recomendável que procure:

    • Fazer uma análise de mercado: para observar as várias ofertas existentes, comparando-as.
    • Reler as entrelinhas dos contractos: antes de assinar algo com qualquer operadora.

    Assegure assim que nenhum detalhe fica por esquecer. Poupe, com atitudes conscientes, o seu precioso dinheiro.

    3 - Resistir ao consumo

    Esta é um pensamento obrigatório para qualquer pessoa que queira começar uma boa poupança. Algumas dicas simples passam por:

    • Correr atrás das promoções: procure subscrever os vários folhetos de compras de supermercado ou roupas ‘online’.
    • Evitar ir às compras com fome: este é um péssimo hábito que poderá levá-lo a fazer compras por impulso, de artigos que não precisa realmente.
    • Evitar levar crianças às compras: que acabam por, tendencialmente, pedir coisas que não estavam planeadas, e distraí-lo de uma sessão de compras mais rápida e eficiente.
    • Preparar listas de compras: que o ajudarão a ser selectivo e organizado, permitindo assim cumprir as suas verdadeiras necessidades.

    Se seguir cada uma destas dicas à risca, notará, no final do mês, uma diferença significativa na sua poupança. Não esqueça o ditado popular “De grão a grão, enche a galinha o papo”.

    4 - Procurar formas de obter rendimentos extra

    Atualmente vivemos tempos financeiramente difíceis. O aumento significativo do custo de vida, derivado da inflação, o aumento do preço das casas, resultante da subida significativa das taxas de juro e a  crescente subida do valor dos combustíveis, justificam a dificuldade crescente das famílias para pagaram todas as suas contas.

    Para ajudar a combater alguns dos problemas enunciados, são muitos aqueles que procuram novas formas de ganhar dinheiro extra. Algumas delas passa por:

    • Arranjar um part-time: que seja conciliável com um trabalho fixo ou com os estudos.
    • Investir em criptomoedas: que prometa o retorno dos lucros inicialmente realizados.
    • Rentabilizar um hobby: se gosta de cozinhar, fazer artesanatos, peças de roupa, ou arranjar unhas, considere começar um pequeno negócio – deste modo, mesmo que em pequena escala, sempre tem algum dinheiro extra.

    Aproveitamos para referir, no entanto, que cada um destes investimentos poderá também traduzir-se no reverso da medalha, levando, por vezes, num verdadeiro pesadelo para as suas finanças pessoais. Aconselhamos que, antes de procurar fazer um investimento em qualquer dos negócios apresentados, tome consciência dos principais riscos associados – que além de prejudicarem a sua vida familiar poderão ter também ter um impacto significativo na aprovação de um pedido de crédito.

    5 - Fazer economia doméstica

    As despesas de uma casa, ao fim de um mês, representam uma fatia significativa das finanças pessoais. Contas como a luz, água ou gás são alguns dos exemplos das mensalidades associadas à economia doméstica. Para poupar todos os dias em casa, existem simples gestos que podem fazer a diferença nas suas contas ao fim do mês.

    Alguns desses exemplos são:

    • Retirar as tomadas das fichas: é muito comum deixar aparelhos ligados à ficha após estarem carregados. No entanto, a longo prazo esta situação poderá tornar-se bem cara. Opte sempre por desligar todas as suas tomadas em casa, sempre que não estejam em utilização.
    • Desligar as luzes em casa: se for dia, aproveite a luz natural, abra as janelas da sua casa e diminua assim o consumo energético em casa.
    • Aproveitar a água do banho: recolha a água do  banho, enquanto estiver a aquecer, para o utilizar no autoclismo ou regar as plantas. Poderá poupar mensalmente entre 7 a 15 litros.
    • Utilizar redutores: este é um mecanismo fácil de usar e que, a longo prazo, poderá diminuir o seu consumo de água para metade.
    • Lavar os dentes com a torneira fechada: não precisa de manter a água a correr enquanto estiver a lavar os dentes. Evite o desperdício deste recurso natural.

    Estas dicas, além de permitirem uma boa poupança ao fim de cada mês, são também altamente benéficas para o meio ambiente. E como vê, poupar é tão fácil.

    6 - Preparar as refeições

    Uma das principais despesas diárias está no preço da comida. O preço dos alimentos, necessários para viver, está cada vez mais caro. A guerra e a COVID 19 são alguns dos motivos que justificam a subida abrupta dos preços dos produtos. Para aqueles que comam fora de casa todos os dias, por motivos de trabalho ou escolares, uma solução para reduzir os custos com as refeições é preparar uma marmita. Em alguns casos, o recurso a cantinas escolares ou laborais também poderá ajudar:

    Faça as contas e veja o que lhe fica mais económico.

    Não quer dizer que de vez em quando não possa ir almoçar com o seu grupo de amigos, mas evite fazê-lo todos os dias. Além do benefício para a sua carteira, esta medida poderá ser também ser boa para a sua saúde, sendo que no geral acabamos por preparar refeições mais saudáveis em casa.

    7 - Opte por viajar em transportes-públicos

    Sabemos que esta medida não é válida para todas as pessoas, mas, para aquelas que viverem nas grandes cidades com uma boa cobertura de transportes, como Porto, Lisboa ou até Vila Real, talvez possam aproveitar esta dica. Fazer um passe mensal para percorrer a cidade diariamente poderá ser mais económico do que ter carro próprio. Além de reduzir as chatices com o trânsito, estará a reduzir os gastos com a gasolina e a fazer uma opção mais sustentável.

    8 - Eliminar contas e cartões

    A média de comissões de contas, praticadas por vários bancos em Portugal, ronda os 20€/ano. Já parou para pensar se precisa de todas as conta bancárias que tem atualmente? Possivelmente não. Além disso, é possível que tenha contas que já tenha usado, no seu nome e das quais já nem se recorda.

    Consulte o seu Perfil de Cliente Bancário com os dados do Portal das Finanças para ver as contas do sistema bancário que estão no seu nome, e termine as que forem desnecessárias.

    9 - Amortize as suas contas mais cedo

    Esperam-se tempos económicos difíceis. A guerra na Ucrânia e as consequências da inflação têm levado a um aumento constante do custo de vida em Portugal e no Mundo. Se estiver a pagar algum crédito ao Banco ou a uma financeira, mas tiver uma poupança extra considerável para liquidar as mensalidades, é aconselhável que procure fazê-lo o quanto antes.

    Na prática:

    Se puder amortizar a sua dívida agora, será melhor fazê-lo, do que continuar a pagar mensalidades a longo prazo, que só irão aumentar.

    Uma das taxas que mais tem sofrido estas alterações é a Euribor, que, com valores negativos desde 2014, tem aumentado significativamente as mensalidades de crédito habitação.

    • Para quem não tiver uma boa almofada financeira, uma solução que ajudará a reduzir as mensalidades e conseguir a liquidez extra para este momento difícil é o crédito consolidado – saiba como na dica a seguir.

    10 - Juntar todas as suas mensalidades numa só

    Pedir um crédito consolidado é uma solução muito vantajosa, quer para o ajudar a poupar, quer para melhorar a performance das suas finanças. A consolidação de créditos está especialmente pensada para aqueles que estiverem a pagar várias mensalidades de crédito em bancos e datas diferentes.

    Imagine-se que paga atualmente:

    • 1 Crédito Habitação Montepio: 550€.
    • 1 Crédito Automóvel Santander: 250€.
    • 1 Cartão de Crédito Cetelem: 150€.
    • 1 Crédito Pessoal Credibom: 100€.

    Ao todo, pela soma das 4 prestações paga um total de 1050€/mês. Ao pedir o seu crédito consolidado, fique a pagar uma prestação de crédito mais baixa por um maior período.

    Antes da Consolidação de Créditos:

    1 Crédito Habitação Montepio (550€) +1 Crédito Automóvel Santander (250€) + 1 Cartão de Crédito Cetelem (150€) + 1 Crédito Pessoal Credibom (100€) = 1050€/mês

    Após a Consolidação de Créditos

    1 Crédito Consolidado: 1 Crédito Habitação Montepio + 1 Crédito Automóvel Santander + 1 Cartão de Crédito Cetelem + 1 Crédito Pessoal Credibom = 420€/mês

    Ou seja, com o crédito consolidado iria obter uma poupança até 60%. Esta poupança, ao fim de um ano, resultaria num aumento das suas economias em 5040€.

    420 x 12 (meses) = 5040€

    Além de poupar, a consolidação de créditos permite ainda um pedido de liquidez extra que poderá ajudá-lo a concretizar novos sonhos ou projectos. Saiba mais sobre esta solução, simulando gratuitamente já a seguir.

    credito consolidado poupanca
    Crédito Consolidado • Fonte: e-loan Soluções Financeiras

    E então, o que achou das dicas de poupança apresentadas? Já põe alguma delas em prática no seu dia a dia? Conte-nos tudo nos comentários, e continue a celebrar este Dia Mundial da Poupança tão especial com a e-loan Soluções Financeiras. Aproveite ainda para aceder a mais conteúdos sobre como poupar melhor, entrando no nosso Blog Financeiro.

    Soluções de Crédito

    Crédito Consolidado

    O Crédito Consolidado permite reduzir as suas mensalidades até 60%.

    Crédito Pessoal

    Obtenha o montante para realizar novos projectos. Análise sem custos.

    Crédito Habitação

    Tenha acesso ao crédito habitação com o spread mais baixo do mercado.

    Categorias do Blog As Minhas Finanças

    Simuladores

    Guia prático do Crédito Consolidado

    Download grátis do Guia do Crédito Consolidado.

    Aprenda a Poupar

    Partilhe este artigo

    Share on facebook
    Share on whatsapp
    Share on linkedin

    Sugestões de Poupança

    Subscreva no blog
    “As Minhas Finanças”

    Receba no seu e-mail conteúdos para melhorar a sua performance financeira. Aprenda a poupar e a gerir melhor os seus investimentos.

    Sugestões de Poupança

    Subscreva no blog
    “As Minhas Finanças”

    Receba no seu e-mail conteúdos para melhorar a sua performance financeira. Aprenda a poupar e a gerir melhor os seus investimentos.

    Receba os melhores conteúdos para aprender a poupar e investir com as dicas da e-loan Soluções Financeiras.

    artigos relacionados

    como melhorar perfomance financeira
    Conheça neste artigo vários truques para pagar todas as suas mensalidades de crédito e melhorar a sua performance financeira.

    Truques para pagar todas as suas mensalidades de crédito e melhorar a performance financeira

    dicas poupar natal 2022
    Usufrua de toda a magia do Natal sem gastar muito dinheiro com as dicas de poupança da e-loan.

    Natal 2022: celebre o Natal da melhor forma e economize ao máximo

    semana poupanca e loan
    Celebre o evento especial da semana da poupança na companhia da e-loan Soluções financeiras.

    Semana da Poupança e-loan

    dicas poupanca estudantes universitarios
    Conhece neste artigo várias dicas para entrares com o pé direito na Universidade sem pores em risco a gestão das...

    Universidade à porta? Várias dicas para poupar no regresso às aulas

    Tags do artigo

    0 Comments
    Feedbacks em linha
    Ver todos os comentários

    O blog “As Minhas Finanças” rege-se de acordo com a antiga ortografia da língua portuguesa.

    Scroll to Top

    o que deseja buscar PROCURAR?

    Search
    Generic filters
    Filtrar por Categoria
    Selecionar todos
    Cartões de Crédito
    Crédito ao Consumo
    Crédito Consolidado
    Crédito Habitação
    Crédito Pessoal
    Créditos
    Diversidades
    Finanças
    Incidentes Bancários
    Institucional
    Investimento
    IRS
    Poupança
    Simuladores
    Tecnologia
    Trabalho

    Procurar por: crédito consolidadocrédito pessoalcrédito habitaçãoirsincumprimento bancáriocartão de créditoguia

    Skip to content