Dicionário Financeiro e-loan - Principais Termos do Mercado Financeiro de Créditos

Conhecer os principais termos do mercado de créditos, da categoria de finanças, é sempre uma tarefa difícil. Para facilitar, a e-loan Soluções Financeiras decidiu preparar este glossário onde constam 82 dos principais termos do mercado de finanças. Se achar que ainda faltam alguns conceitos para o completar, porque não nos envia uma mensagem. Estamos ao dispor para receber as suas sugestões. Envie-nos as suas mensagens e subscreva o nosso Blog Financeiro.

Conheça a seguir o dicionário de termos financeiros da e-loan Soluções Financeiras.

Glossário de termos financeiros dos créditos

A

Ativos

Os ativos são valores patrimoniais positivos que um agente económico possui ou tem a ver.

Por norma, são representativos de:

Para saber mais sobre Activos, aceda ao site oficial do Banco de Portugal.

Ativos Financeiros

Os ativos financeiros são valores patrimoniais que um agente económico possui ou tem a ver.

Por norma, são representativos de:

Para saber mais sobre Ativos Financeiros, aceda ao site oficial do Banco de Portugal.

Amortização

A amortização ou reembolso corresponde ao pagamento do capital em dívida.

A amortização poderá ser:

  • Total: se o pagamento em dívida já tiver sido todo pago.
  • Parcial: se for pago apenas uma parte do pagamento da dívida mensal.

Para saber mais sobre Amortização, aceda ao Portal do Cliente Bancário, disponível no site oficial do Banco de Portugal.

Amortização Antecipada

A amortização antecipada corresponde ao pagamento de uma dívida antes do prazo previamente estabelecido. À semelhança da amortização, a amortização antecipada poderá ser: total ou parcial. Veja a seguir o exemplo da Maria:

A Maria estava a pagar a prestação de 1 crédito consolidado na e-loan Soluções Financeiras. Um dia recebeu o dinheiro de uma herança de família. Como era suficiente para pagar a dívida mensal, a Maria declarou à e-loan, com 30 dias de antecedência, a intenção de pagar as dívidas antes do prazo estipulado.

Antes:

A Maria tinha que pagar o seu pedido de consolidação de créditos até 30 de Setembro de 2022.

Depois de pedir a amortização antecipada:

A Maria pagou o seu pedido de crédito consolidado a 30 de Setembro de 2021.

Lembre-se que nestes casos, deverá avisar com um período de antecedência as instituições sobre a intenção de efectuar o pagamento do crédito antes do período de término previamente definido.

Para saber mais sobre Amortização Antecipada, aceda ao Portal do Cliente Bancário, disponível no site oficial do Banco de Portugal.

Aplicação Financeira

Uma aplicação financeira é o acto de investir num certo capital por um determinado período de tempo.

Para saber mais sobre Aplicação Financeira, aceda à categoria Depósitos a prazo, disponível no site oficial do Banco de Portugal.

Apólice

B

Banco de Portugal

O banco de Portugal foi fundado a 19 de Novembro de 1846. Conhecido como o Banco Central da República Portuguesa, o Banco de Portugal apresenta-se actualmente, no mercado como a instituição responsável pela supervisão prudencial das instituições e das sociedades financeiras.

Para saber mais sobre o Banco de Portugal, aceda ao site oficial do Banco de Portugal.

C

Cartão de Cidadão

O cartão de cidadão é um documento de identificação físico com um chip (smartcard) que permite identificar o cidadão português perante qualquer entidade pública ou privada, pessoalmente ou de forma digital.

O Cartão de Cidadão veio substituir vários documentos, juntando num só cartão os números de:

  • Identificação Civil.
  • Identificação Fiscal.
  • Número de Utente do Serviço Nacional de Saúde.
  • Identificação da Segurança Social.

Para saber mais sobre Cartão de Cidadão, aceda à categoria cidadão, disponível no site oficial do governo português.

Cartão de Crédito

Um cartão de crédito é uma forma de pagamento electrónica. Trata-se de um cartão de plástico que pode conter ou não um chip.

Na frente do cartão estão apresentados os dados seguintes:

  • Nome do portador/a: por exemplo, Fernando Oliveira.
  • Data de validade do cartão: até 30/09/2024.

Já no verso estão apresentados:

  • Assinatura do cliente.
  • Número de segurança.
  • Tarja magnética: geralmente de cor preta.

A maioria dos cartões de crédito têm forma e o tamanho padronizados, como especificado pelo padrão ISO 7810.

Para saber mais sobre Cartão de Crédito, aceda à categoria cartões, disponível no site oficial do Banco de Portugal.

Carteira de Ativos

A carteira de ativos é o conjunto de aplicações financeiras que uma pessoa tem. Esse portefólio deve ser adequado ao perfil de risco e objectivos financeiros de quem investe.

Para saber mais sobre Carteira de Activos, aceda ao site oficial do Banco de Portugal.

Certificado de Depósito Interbancário

O certificado de depósito interbancário é uma aplicação feita entre bancos para aumentar a liquidez das instituições financeiras. A taxa cobrada nos depósitos interbancários é referência de rentabilidade em aplicações de renda fixa.

Para saber mais sobre Certificado de Depósito Interbancário, aceda à categoria depósitos, disponível no site oficial do Banco de Portugal.

Consultora Financeira

Uma consultora financeira é uma entidade que ajuda um cliente a lidar com as finanças do orçamento familiar.

Também faz parte deste serviço:

  • Apresentar informações com segurança para os clientes.
  • Aconselhar investimentos.
  • Fornecer informações sobre as principais tendências económicas.

Para saber mais sobre Consultora Financeira, aceda ao site oficial da e-loan Soluções Financeiras.

Crédito ao Consumo

O crédito ao consumo, também designado por Crédito Pessoal, é um tipo de crédito que lhe permitirá obter um empréstimo de dinheiro: rápido, barato e sem grandes complicações.

Para saber mais sobre Crédito ao Consumo, consulte Portal do Cliente Bancário, disponível no site oficial do Banco de Portugal.

Credor

Um credor é aquele que empresta dinheiro a alguém. É o conceito contrário ao de devedor. Perceba o que é um credor, com a ajuda do exemplo seguinte:

A Filipa precisava de comprar um carro novo, mas não tinha dinheiro suficiente para isso. Para a ajudar, a mãe decidiu emprestar-lhe dinheiro. Neste negócio a Maria que pediu o dinheiro ficou a ser o devedor enquanto a mãe, que lhe emprestou o dinheiro, foi a credora.

Para saber mais sobre Credor, aceda à definição oficial de credor, disponível no dicionário de português Priberam.

D

Data de Expiração do Contracto

A data de expiração de um contracto é o último dia que um detentor pode exercer o seu direito para comprar ou vender o activo subjacente.

Para saber mais sobre Data de Expiração de Contracto, aceda ao site oficial do Banco de Portugal.

Data de Pagamento

A data de pagamento é a altura que um dividendo ou juro duma obrigação deve ser paga. Atente no exemplo seguinte:

A Margarida pediu um empréstimo de um crédito pessoal. O acordo que ficou definido entre a Margarida, o banco e a consultora financeira, foi que a Margarida deveria pagar a prestação mensal no dia 15 de cada mês. Esta foi, portanto, a data de pagamento que ficou acordada entre as 3 entidades para que a Margarida cumprisse com as obrigações financeiras.

Para saber mais sobre Data de Pagamento, aceda à categoria apoio ao contribuinte, disponível no site oficial do Portal das Finanças.

Depósito à Ordem

As contas de depósito à ordem são contas de pagamento que permitem a movimentação e o dinheiro depositado a qualquer altura. O cliente bancário que abrir uma conta de depósito à ordem pode aceder à contratação de outros produtos e serviços bancários.

Além disso, poderá ainda utilizar outros instrumentos de pagamento, como nomeadamente:

  • Cartões de Pagamento.
  • Cheques.
  • Transferências.
  • Débitos directos.

Para saber mais sobre Depósito à Ordem, aceda ao Portal do Cliente Bancário, disponível no site oficial do Banco de Portugal.

Depósito a Prazo

Os depósitos a prazo pressupõem a imobilização do capital – ou seja, a não movimentação de fundos – pelo período previamente acordado (o prazo do depósito), sendo em geral reembolsáveis na sua totalidade, quando esse prazo terminar.

Os depósitos a prazo oferecem remunerações mais elevadas do que os depósitos à ordem (âncora para depósitos à ordem), que permitem movimentar os fundos a qualquer momento sem penalização.

Para saber mais sobre Depósito a Prazo, aceda ao Portal do Cliente Bancário, disponível no site oficial do Banco de Portugal.

Desconto

Um desconto é quando o preço de um produto ou serviço é inferior ao valor nominal do instrumento financeiro.

A Fernanda estava a pensar em comprar um carro, cujo valor no mercado estava avaliado em 25000€. No entanto, aproveitou uma semana de descontos, onde o carro ficou com 30% de desconto.

25,000€ – 7,500€ = 17,500€

Com este desconto a Maria conseguiu poupar cerca de 7500€ ao preço inicial do carro, tendo ficado muito feliz pela sua escolha.

Para saber mais sobre Desconto, aceda à definição oficial de desconto, disponível no dicionário de português Priberam.

Devedor

Um devedor é o contrário de credor. Por norma, um devedor é uma entidade legal que tem uma dívida para com outra entidade.

A entidade poderá ser:

  • Um indivíduo.
  • Uma empresa.
  • Um governo.
  • Outra pessoa jurídica.

Imagine-se que a Maria pediu um empréstimo de crédito pessoal no valor de 1500€. Nesta operação, o devedor será a Maria enquanto que o credor será o Banco.

Para saber mais sobre Devedor, aceda ao glossário, aceda à definição oficial disponível no dicionário online Priberam.

Deveres nos créditos

Ao efectuar um pedido de empréstimo para créditos são vários os deveres de créditos que um devedor e um credor, devem ter.

Alguns desses deveres de crédito, passar por:

  • Dever de contratação responsável do crédito.
  • Dever de analisar a informação antes do contracto.
  • Dever de disponibilizar informação à instituição.
  • Dever de cumprimento do contracto.

Para saber mais sobre deveres de créditos, aceda à categoria direitos e deveres na contratação de crédito, disponível no site oficial do Banco de Portugal.

Dinheiro Extra

O mesmo que liquidez extra. O dinheiro extra pode ser definido, como a facilidade de resgate de uma aplicação financeira em dinheiro. O mesmo ocorre em venda sem que tenha de perder muito valor. Aplicações com muita liquidez, ou liquidez diária podem ser resgatadas rapidamente ou em poucos dias.

Para saber mais sobre como obter Dinheiro Extra, aceda ao site oficial do Banco de Portugal.

Direitos nos Créditos

Ao efectuar um pedido de crédito são vários os direitos de créditos que um devedor e um credor, devem ter.

Alguns desses direitos de crédito, passam por

  • Direito à informação antes do contracto.
  • Direito à informação no momento do contracto.
  • Direito à informação durante o contracto.
  • Direito de reembolsar antecipadamente o empréstimo.

Para saber mais sobre direitos de créditos, aceda à categoria direitos e deveres na contratação de crédito, disponível no site oficial do Banco de Portugal.

Dívida

Uma dívida é um conceito com origem no latim debĭta. Diz respeito à obrigação que uma pessoa tem de pagar, reembolsar ou satisfazer algo, geralmente em dinheiro, a outro sujeito ou entidade como a um banco ou consultora financeira.

Imagine que a Fernanda efectuou um pedido de crédito à instituição x. Enquanto não realizar o pagamento da mensalidade, ficará em dívida para com a instituição.

Para saber mais sobre Dívida, aceda à categoria Nota de Informação Estatística, disponível no site oficial do Banco de Portugal.

Dividendo

Quantia que recebe cada sócio ou accionista na repartição dos lucros da sociedade ou empresa.

Para saber mais sobre dividendo, consulte a definição oficial do termo no dicionário online Priberam.

E

Espiral de Dívidas

A espiral de dívidas trata-se de um círculo vicioso de contratação de empréstimos contínuos de dinheiro ou créditos que, se não forem bem controlados, poderão levar a uma situação de incumprimento bancário.

Para saber mais sobre Espiral de Dívidas, aceda à categoria da Central de Responsabilidades do Banco de Portugal, disponível no site oficial do Banco de Portugal.

Endividamento

O endividamento corresponde ao acto ou efeito de endividar.

Para saber mais sobre Endividamento, consulte o site oficial do Portal Autárquico.

Euro

O euro abreviatura da sigla financeira oficial EUR, é a actual moeda europeia. Foi registada na Organização Internacional de Normalização (ISO).

Para saber mais sobre Euro, aceda ao site oficial da Comissão Europeia.

F

Finanças

As finanças, em economia, são sistema de organização e actividade de gestão de créditos e dinheiro.
Para saber mais sobre Finanças, aceda ao site oficial do Portal das Finanças.

Folha de cálculo

Uma folha de cálculo é uma folha permite efectuar o controlo de todas as despesas que entram e saem no orçamento familiar. Veja o exemplo seguinte:

O Rui estava a pagar várias dívidas mensais em diferentes bancos, com diferentes prestações. Ao final do mês sentia-se muito confuso com o acúmulo de prestações que tinha para pagar. Um dia, numa pesquisa pelo site da e-loan, descobriu que a solução que o poderia ajudar passava por descarregar gratuitamente a Folha de Cálculo de controlo de despesas e-loan. Assim, o Rui passou a anotar todas as suas despesas mensais que tinha, tendo ficado com a certeza de nunca iria ficar em dívida para com ninguém.

Aceda a uma Folha de Cálculo gratuita, descarregando gratuitamente no site oficial e-loan.

G

Garantias Financeiras

Uma garantia financeira é um contracto que ajuda a garantir que um credor será reembolsado por quaisquer perdas resultantes da falha de um devedor ao efectuar pagamentos de uma dívida pendente.

Para saber mais sobre Garantias Financeiras, aceda gratuitamente  ao site oficial da Direcção Geral do Consumidor.

I

Imposto sobre Rendimento de Pessoas Singulares

O imposto sobre o rendimento de pessoas singulares ou IRS é um imposto directo e progressivo que tem como objectivo tributar de uma forma global e personalizada, o rendimento das pessoas físicas em Portugal com a adopção de um conceito amplo e de relevância de um conjunto importante de encargos e deduções de tipo pessoal e familiar.

Para saber mais sobre o Imposto sobre Rendimento de Pessoas Singulares, aceda ao site oficial do Portal das Finanças.

Imposto Único de Circulação

O imposto único de circulação ou IUC é o tributo contributivo e disciplinador a que estão sujeitos os proprietários de veículos em Portugal. O IUC varia em função do custo ambiental e viário de um automóvel.

Na maioria dos casos, o valor do IUC depende de vários factores como:

  • Emissões de CO2 do veículo.
  • Antiguidade do carro.
  • Combustível usado.
  • Cilindrada do motor.

Para saber mais sobre o Imposto Único de Circulação, consulte o site oficial do Portal das Finanças.

Imposto Único de Circulação

Estar em situação de incumprimento bancário significa que o credor não realizou o pagamento, atempado ou integral, das prestações de um empréstimo que pediu a um banco.

Um cliente que esteja em incumprimento bancário fica sujeito a pagar:

  • Juros de mora.
  • Comissões.
  • Encargos que acrescem à dívida.

Para saber mais sobre Incumprimento Bancário, aceda à categoria gestão de incumprimento, disponível no site oficial do Banco de Portugal.

Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo

O índice nacional de preços ao consumidor amplo ou IPCA mede a inflação oficial de um país. A ideia é mostrar uma média da subida de preços de bens e serviços.

Para saber mais sobre Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, aceda ao site oficial do Instituto Nacional de Estatística.

Investimento

Um investimento é o mesmo que aplicação financeira.

Para saber mais sobre Investimento, aceda ao site oficial do Banco de Portugal.

J

Juro

O juro é o rendimento pago pelo emitente aos detentores de produtos de investimento de dívida.

O direito ao juro pode estar garantido ou depender de certas condições, tais como:

  • A valorização: do activo subjacente ou evolução de um indexante.
  • O montante do juro: determinado conforme uma taxa variável ou fixa.
  • A periodicidade do pagamento: anual, semestral, trimestral ou outra.

Para saber mais sobre Juro, aceda à categoria taxas de juro disponível no site oficial do Banco de Portugal.

Juro de Juro

O juro de juro é produzido pelos juros vencidos em períodos anteriores de capitalização.

Para saber mais sobre Juro de Juro, aceda à categoria taxas de juro oficiais e de referência, disponível no site oficial do Banco de Portugal.

Juro Simples

O juro simples é produzido pelo capital inicial. O juro simples é o resultado da multiplicação entre a taxa de juro e o valor nominal do investimento.

Taxa de Juro x Valor Nominal de Investimento = Juro Simples

Para saber mais sobre Juro Simples, aceda ao site oficial do Banco de Portugal.

L

Lastro Financeiro

O lastro em economia é a garantia de um activo. Quando investimos numa aplicação, a norma do sistema financeiro diz que a instituição financeira que o receber deverá aplicar o valor em caixa.

Esta aplicação, poderá ser:

  • Total.
  • Parcial.

Para saber mais sobre Lastro, aceda à categoria Missão e Funções, disponível no site oficial do Banco de Portugal.

Liquidação Financeira

A liquidação financeira é o acto de apuramento e entrega do montante devido ao investidor.

A liquidação financeira poderá ser feita em 2 fases:

  • No fim da operação do investimento: quando o negócio estiver totalmente concretizado.
  • Na maturidade do producto financeiro.

Para saber mais sobre Liquidação Financeira, aceda à categoria outros sistemas de liquidação, disponível no site oficial do Banco de Portugal.

Liquidação Física

A liquidez pode ser definida como o número de unidades monetárias que são necessárias injectar ou retirar de um mercado para que o preço de um activo financeiro se altere. Na linguagem de créditos, liquidez significa obter dinheiro extra, a partir de uma concessão de um empréstimo.

Para saber mais sobre Liquidez, aceda à categoria risco de liquidez sistémico, disponível no site oficial do Banco de Portugal.

Liquidez Extra

A liquidez extra é o mesmo que dinheiro extra.

Para saber mais sobre Liquidez Extra, aceda ao site oficial do Banco de Portugal.

M

Mapa de Responsabilidades de Crédito do Banco de Portugal (BP)

O mapa de responsabilidades de crédito do Banco de Portugal (BP) é um documento que reúne todos os créditos solicitados por cada devedor em cada banco. O Mapa de Responsabilidades de Crédito poderá também ser designado por mapa da CRC e apresenta-se como um factor determinante na concessão de um pedido de empréstimo.

Para saber mais sobre Mapa de Responsabilidade de Crédito do BP, aceda à categoria central de responsabilidades de crédito, disponível no site oficial do Banco de Portugal.

Margem

A margem é o montante que, por norma, é depositado por um cliente em dinheiro ou valores mobiliários.

Por norma, a margem é aplicada no âmbito de operações de:

  • Compra e vendas a termo.
  • Contractos futuros.
  • Outras opções.

Em certas circunstâncias, pode ser exigido um reforço de margem, por efeito de alguma variação que altere a relação entre: o valor do activo subjacente ou o valor da margem exigida.

Para saber mais sobre Margem, aceda à categoria Publicações e Estudos, disponível no site oficial do Banco de Portugal.

Mensalidades

As mensalidades são prestações a pagar ou a receber mensalmente, por um pedido de empréstimo ou dívida mensal.

Alguns dos exemplos de mensalidades são, por exemplo:

Para saber mais sobre Mensalidades, aceda à definição de mensalidades, disponível no dicionário online infopédia.

Moratórias de Crédito

As moratórias de crédito são a suspensão temporária dos pagamentos das prestações de um empréstimo, por um determinado período de tempo, enquanto a situação financeira das famílias não estiver regularizada. Por norma, o regime de moratórias de crédito é aplicado em períodos de crise financeira, quando os rendimentos familiares venham a ser atingidos.

Para saber mais sobre Moratórias de Crédito, aceda ao site oficial República Portuguesa.

P

Pedido de Empréstimo

Um pedido de empréstimo em economia, corresponde ao financiamento de um pedido de crédito. No fundo, um pedido de empréstimo poderá ser visto como um contracto no qual fica estabelecido que uma entidade entrega temporariamente dinheiro ou artigos de valor a uma pessoa singular, em troca do pagamento de mensalidades, com valores de juro acrescentado.

Para saber mais sobre Pedido de Empréstimo, aceda à definição de empréstimo, disponível no dicionário online infopédia.

Perfil do Investidor

O perfil do investidor é um formulário obrigatório no processo de registo em qualquer correctora. O objectivo principal deste formulário, passa por perceber qual a tolerância e riscos que um investidor pode ter ao fazer um negócio.

É por meio de questões como situação financeira, objectivos e conhecimento do mercado financeiro que se define se um investidor é:

  • Conservador.
  • Moderado.
  • Audaz.

Para saber mais sobre Perfil do Investidor, aceda ao site oficial do Banco de Portugal.

Plano de Ação para o Risco de Incumprimento

O plano de ação para o risco de incumprimento ou PARI é um plano de prevenção que consiste num conjunto de procedimentos internos, definidos por cada instituição, para ajudar a evitar que um cliente, que tenha contraído um empréstimo entre em incumprimento bancário.

Para saber mais sobre Plano de Ação para o Risco de Incumprimento, aceda à categoria prevenção do incumprimento, disponível no site oficial do Banco de Portugal.

Procedimento Extrajudicial de Situações de Incumprimento

Em economia, as promoções financeiras podem ser vistas como um desconto. Reflectem a rebaixa de um determinado preço, de modo a incentivar os clientes a realizarem uma compra de um produto ou subscreverem um serviço. Estes tipos de promoções encontram-se muitas vezes associadas aos cartões de crédito.

A Filipa estava a precisar de comprar uma máquina de lavar roupa nova. No entanto, o preço da máquina era muito elevado para as suas capacidades financeira. Entretanto, começou a semana da Blackfriday, em Portugal onde todos os produtos de uma loja de electrodomésticos, onde a Filipa podia comprar a máquina, foram abrangidos por uma promoção de 50%. Após ter feito várias contas a Filipa conclui que teria dinheiro para efectuar a compra da máquina, sem que tivesse de ficar a dever a alguém.

Para saber mais sobre Promoções financeiras, aceda ao site oficial ao significado de promoções, disponível no dicionário Priberam.

R

Recibo de Vencimento

O recibo de vencimento é um documento obrigatório, determinado por lei, que deve ser gerado pela entidade empregadora, todos os meses, comprovando o relacionamento entre uma empresa e um colaborador. Num recibo de vencimento devem constar as informações de ambas as partes, sendo que uma paga à outra um determinado valor, salário, pela prestação do trabalho da outra.

Neste documento, deverão estar ainda presentes outras informações como:

Para saber mais sobre recibo de vencimento aceda ao site oficial do Portal das Finanças.

Reembolso Antecipado

O reembolso antecipado é o mesmo que amortização antecipada.

Para saber mais sobre Reembolso Antecipado, aceda ao site oficial do Portal das Finanças.

Renda fixa

A renda fixa é o contrário a renda variável. Trata-se de um termo que se refere a qualquer tipo de investimento que possui regras de remuneração definidas, no momento da aplicação do título. Essas regras estipulam o prazo e a forma como a remuneração será calculada e paga ao investidor.

Alguns exemplos de investimentos em rendas fixas são:

  • CDBs e RDBs: tipos de aplicação de rendas fixas em bancos.
  • LCls e LCAs: empréstimos realizados ao banco em troca de uma taxa de juro.
  • Fundos de investimento.

Para saber mais sobre Renda Fixa, aceda ao site oficial do Banco de Portugal.

Renda Variável

A renda variável é o contrário de renda fixa. Trata-se de um investimento que, ao ser realizado, não costuma dar grandes certezas de retorno.

Em compensação, a chance de obter melhores lucros é maior. Entre opções de aplicações de renda variável estão:

  • Ações.
  • Fundos multimercado.
  • ETFs.
  • Fundos imobiliários.
  • Derivativos.

Para saber mais sobre Renda Variável, aceda ao site oficial do Banco de Portugal.

Rentabilidade

A rentabilidade ou taxa de retorno é um dos termos mais importantes para quem investe. O conceito significa retorno do dinheiro investido. Ou seja, é a renda que cada aplicação gera. A taxa é expressa em porcentagem sobre o valor aplicado. A taxa de retorno poderá ser: pré ou pós-fixada. Nesta taxa, costumam estar também vinculados os índices de preços.

Para saber mais sobre Rentabilidade, aceda à categoria Quadros do Sector, disponível no site oficial do Banco de Portugal.

Regime Fiscal

O regime fiscal ou sistema tributário é o conjunto de regras e instituições que regem a situação fiscal de uma pessoa física ou jurídica. São o conjunto de direitos e obrigações decorrentes do desenvolvimento de uma determinada actividade económica.

Para saber mais sobre Regime Fiscal, aceda ao site oficial do Portal das Finanças.

S

Salário Líquido

O salário líquido corresponde ao salário base, ilíquido ou bruto, sujeito a descontos. Na prática, o salário líquido é o valor que cada trabalhador recebe após realizar os descontos para a Segurança Social e o IRS.

Para saber mais sobre Salário Líquido, aceda aos sites oficial do Portal das Finanças.

Segurado

Um segurado é uma pessoa singular que está no seguro ou paga um prémio de seguro, obtendo assim a garantia definida no contracto.

Para saber mais sobre Segurado, aceda à definição oficial de segurado, disponível no dicionário online infopédia.

Siglas financeiras

As siglas financeiras correspondem às principais siglas do mercado de finanças. Siglas em português, é o mesmo que acrónimos.

Alguns exemplos de siglas financeiras:

Para saber mais sobre Siglas Financeiras, aceda ao glossário oficial do Banco de Portugal.

Sobreendividamento

O sobreendividamento é o mesmo que espiral de dívidas. Este conceito, refere-se à perca total do controlo de dívidas.

Para saber mais sobre sobreendividamento, aceda ao site oficial da Direção Geral da Política da Justiça.

Spread

O spread é uma taxa que por norma é utilizada no âmbito do crédito habitação. Apresenta-se como a diferença entre os preços de oferta de venda e compra de um determinado activo ou instrumento. O SPREAD poderá também se referir ao acréscimo, em pontos percentuais, do indexante, que os bancos exigem quando concedem um financiamento com taxa variável.

Para saber mais sobre SPREAD, aceda à categoria taxa de juro fixa ou variável, disponível no site oficial do Banco de Portugal

Spread Bid-Ask

O spread bid-ask é a diferença que existe entre o preço mais elevado e mais baixo numa compra de um determinado instrumento financeiro.

BID – ASK = INSTRUMENTO FINANCEIRO

Para saber mais sobre SPREAD Bid Ask, aceda à categoria taxas de juro, disponível no site oficial do Banco de Portugal.

Spread da Taxa de Juro

O spread da taxa de juro corresponde ao valor do acréscimo, em pontos percentuais,  do indexante para determinar a taxa de juro variável.

Para saber mais sobre Spread da Taxa de Juro, aceda à categoria taxas de juro, disponível no site oficial do Banco de Portugal.

T

Taxa Anual de Encargos Efectiva Global

A taxa anual de encargos efectiva global ou TAEG, mede o custo de um empréstimo para o cliente por ano, em percentagem do montante emprestado. A TAEG poderá ser vista como um critério comparativo, entre as diferentes propostas de crédito. A taxa que apresentar uma TAEG mais baixa, será aquela que apresentará melhores benefícios para o devedor. Para entender o que é a TAEG, veja o exemplo a seguir.

Imagine o seguinte crédito:

Montante do empréstimo: 15.000€.

Prazo de pagamento: 7 anos.

Comissões iniciais: 300€ (com acréscimo de imposto de selo).

Comissões mensais: 2€ (com acréscimo de imposto de selo).

TAEG: 12%.

Isto significa que, além de reembolsar o montante de 15.000€ que pediu emprestado, o cliente terá de pagar os custos associados ao crédito, por ano, o equivalente a 12% do montante do empréstimo.

Para saber mais sobre Taxa Anual de Encargos Efectiva Global, aceda à categoria TAEG, disponível no site oficial do Banco de Portugal.

Taxa Anual Efectiva

A taxa anual efectiva ou TAE é uma forma de cálculo de uma taxa de juro, definida na lei portuguesa, com o propósito de tornar equivalente, numa base anual os valores actualizados de um conjunto de prestações ou pagamentos de crédito.

Para saber mais sobre Taxa Anual Efectiva, aceda ao site do link oficial do Ministério Público.

Taxa Anual Efectiva Revista

A taxa anual efectiva revista ou TAER é um indicador que deve constar em todas as simulações de crédito habitação, sempre que seja verificada a subscrição de serviços ou produtos, que tenham um impacto na diminuição do SPREAD.

Para saber mais sobre Taxa Anual Efectiva Revista, aceda ao site oficial do Banco de Portugal.

Taxa Anual Nominal Bruta

A taxa anual bruta ou TANB é a taxa que é comunicada pelas instituições bancárias, que recompensa o investimento numa determinada aplicação.

A TANB é assim uma taxa:

  • Anual: porque se refere ao período de 1 ano.
  • Nominal porque não pode levar em conta o período efectivo da aplicação.
  • Bruta: porque não é contabilizada no IRS, sendo a sua retenção feita no Banco.

Para saber mais sobre Taxa Anual Nominal Bruta, aceda à área do Portal do Cliente Bancário disponível no site oficial do Banco de Portugal.

Taxa Anual Nominal Líquida

A taxa anual nominal líquida ou TANL corresponde à TANB líquida, deduzida na retenção do IRS. Ou seja, será aquilo que o cliente irá receber.

Para saber mais sobre Taxa Anual Nominal Líquida, aceda à área do Portal do Cliente Bancário, disponível no site oficial do Banco de Portugal.

Taxa de Juro

A taxas de juro indica o custo ou rendimento de um juro em percentagem do montante de: um empréstimo ou depósito.

Para saber mais sobre Taxa de Juro, aceda à área do Portal do Cliente Bancário, disponível no site oficial do Banco de Portugal.

Taxa de Juro a Prazo