Fique a saber o que é um perfil financeiro e conheça 8 dos tipos de perfis mais comuns

Desde pequenos que somos ensinados a lidar com dinheiro. A forma como o fazemos gera diferentes tipos de perfis financeiros.

Descubra ainda como o crédito consolidado poderá ajudar a melhorar o perfil financeiro para possibilitar novos projectos

Ao longo deste artigo, iremos apresentar o que é um perfil financeiro. Conheça ainda 8 tipos de perfis financeiros e as principais características que os distinguem. Saiba ainda como a consolidação de créditos poderá tornar-se num bom aliado para aprovar um pedido de crédito, mas também melhorar o status do perfil financeiro.

O que é um perfil financeiro?

Também designado por personalidade financeira, o perfil financeiro pode ser definido como o conjunto de características que cada pessoa apresenta na hora de lidar com dinheiro.

Embora os diferentes tipos de perfis financeiros se diferenciem de pessoa para pessoa, existem algumas características comuns a todos eles. Conheça a seguir alguns dos principais traços que diferenciam os vários tipos de perfis financeiros existentes.

Tipos de perfis financeiros

Conheça neste artigo 8 tipos de perfis financeiros mais comuns e as principais características que os distinguem. Se preferir, siga diretamente para a explicação de algum deles, com a ajuda do sumário a seguir apresentado.

Sumário

    Perfil Financeiro Poupador

    O perfil financeiro poupador é um dos mais equilibrados. As pessoas poupadas são aquelas que possuem uma melhor organização financeira. Têm disciplina no poupar e capacidade de planear o futuro. Normalmente, as pessoas poupadas possuem um perfil conservador em relação a investimentos de risco.

    Pontos fortes de um perfil poupador são:

    • Ter as contas sempre pagas a horas.
    • Ter margem financeira para gozar a vida.
    • Ter um emprego estável.

    Um dos pontos fracos de um perfil financeiro poupador prende-se com o facto de tudo ser pretexto para poupar, levando a que momentos de lazer sejam postos de lado, para não gastar dinheiro. Este aspecto poderá ser mau, especialmente para fomentar amizades, promovidas em convívios de grupo, por exemplo.

    Perfil Financeiro Gastador

    Os gastadores compram por impulso. Por norma, um perfil financeiro gastador ostenta bens materiais e compra sempre a última tendência de tudo. Mesmo que isso implique que despesas de primeira necessidade fiquem por pagar.

    Os perfis financeiros gastadores não têm uma reserva de dinheiro para adversidades, como:

    Uma das características de um gastador é uma vida activa e despreocupada. Contudo, nem tudo é um mar de rosas, e períodos em que cujo número de encargos seja maior que os rendimentos poderão levar a sentimentos de insegurança, medo e preocupação.

    Perfil Financeiro Avarento

    Já ouviu falar do Tio Patinhas? O Tio Patinhas é uma das personagens mais conceituadas da Disney. Ele tem uma grande obsessão por dinheiro, por isso restringe todos os gastos ao máximo. A personalidade do Tio Patinhas encaixa num perfil financeiro avarento. Por norma, as pessoas com este tipo de perfil financeiro contam todos os cêntimos e procuram “gastar o mínimo dos mínimos, para poupar o máximo dos máximos”.

    Pontos fortes de um perfil financeiro avarento:

    • Facilidade em poupar.
    • Garantias de um futuro financeiro promissor.

    Pontos negativos de um perfil financeiro avarento:

    • Possuir uma vida social limitada.
    • Controlar excessivamente as finanças.

    As pessoas com perfil financeiro avarento estão com medo constante do futuro e concentram-se sempre em fazer crescer as reservas de poupança.

    Perfil Financeiro Empreendedor

    Os empreendedores e donos de pequenas e médias empresas tendem a concentrar os esforços financeiros nos projectos em construção. São bons a manter a organização financeira. Acreditam nas suas ideias e investem, mesmo que isso signifique deixar para segundo plano projectos ou sonhos pessoais.

    Pontos fortes do perfil financeiro empreendedor:

    • Ser detentores de boa organização financeira.
    • Apostar em iniciativas que ajudem o negócio a crescer.
    • Ter boa visão para investir.

    Salienta-se que uma das principais desvantagens de um perfil financeiro empreendedor passa pelo acúmulo de dívidas constante, justificada pela necessidade de recorrerem a créditos com frequência. Para ajudar as pessoas com este perfil, uma solução passa por aderir ao crédito consolidado. Saiba mais pormenores do impacto da consolidação de créditos num perfil financeiro no final do artigo.

    Perfil Financeiro Sonhador

    Um perfil financeiro sonhador é um dos tipos de perfis financeiros mais difíceis de encontrar. Por norma, os sonhadores são pessoas inquietas com muitos planos para o dinheiro, mas não conseguem realizar pequenas atitudes de poupança.

    Pontos fortes dos tipos de perfis financeiros sonhadores:

    • Persistir nos objectivos.
    • Apostar constantemente em formações.
    • Apostar na compra de materiais para novos projectos.

    No entanto, os sonhadores acabam por desistir quase sempre à primeira dificuldade. Pelo que, para este perfil, será importante incutir novos hábitos que os ajudem a manter um planeamento rigoroso para dar um novo rumo aos projectos pessoais. Uma das soluções que poderá ajudar passa por fazer o download e usar uma folha de cálculo de controlo financeiro.

    Nela procure anotar as seguintes informações:

    • As despesas que saíram do orçamento: correspondentes ao somatório de todas as despesas fixas e variáveis do mês.
    • O dinheiro que entrou na sua conta: como, por exemplo, a soma do salário líquido com o montante do reembolso de IRS.

    NOTA:

    • As despesas fixas são aquelas que costumam existir no seio do orçamento, como  as contas da água, luz ou até de um canal de streaming que tenha subscrito e pague todos os meses. As despesas variáveis são aquelas que não representam um valor fixo no orçamento, como, a compra de uma peça de roupa, uma ida a um espectáculo ou até a reparação de um computador que tenha avariado.

    Perfil Financeiro Investidor

    As pessoas com perfil financeiro investidor apresentam um controlo financeiro rigoroso. Por isso, são várias as ferramentas pensadas para ajudar estas pessoas a conseguirem um maior controlo orçamental.

    Ferramentas para os perfis financeiros investidores:

    • Folhas de Cálculo: onde devem ficar registadas todas as entradas e saídas de dinheiro. Deste modo, tornar-se-á mais fácil gerir todas as despesas. Experimente gratuitamente a Folha de Cálculo e-loan.
    • Listas de compras: as listas de compras podem ser fundamentais para evitar a compra de produtos de supermercado por impulso, ajudando-o obter um maior controlo na compra de produtos que não sejam necessários para si.
    • Subscrição de blogues financeiros: que possam instruir sobre conteúdos de finanças. Estas informações ajudá-lo-ão a tomar decisões mais conscientes para a gestão orçamental. Saiba mais sobre IRS, crédito consolidado, poupança e outros temas, entrando no link do Blog “As minhas Finanças” da e-loan.

    O perfil financeiro investidor define objectivos financeiros, sabe como lá chegar, e está informado sobre investimentos com visão de futuro.

    Pontos fortes dos tipos de perfis financeiros investidores:

    • Possuir uma boa gestão de dinheiro.
    • Possuir boa organização do perfil financeiro.
    • Trabalhar para um objectivo único.

    Por conseguinte, um perfil financeiro investidor poderá ter algumas consequências negativas, como problemas de socialização, para não ultrapassar o número de gastos planeados. Neste ponto, aconselhamos que procure encontrar um equilíbrio entre a gestão financeira e a vida social.

    Perfil Financeiro Desorganizado

    Ser desorganizado é um dos primeiros passos para garantir o caos do perfil financeiro. As pessoas com este perfil financeiro não têm noção de alguns factores importantes.

    Factores esquecidos por um perfil financeiro desorganizado:

    • Ordenado líquido ganho: soma do valor do salário líquido com descontos para Segurança Social e IRS. Se precisar de calcular o salário líquido que recebe, disponha gratuitamente do simulador de salário líquido da e-loan.
    • Número total de dívidas que possuem: resultante da soma de todas as despesas fixas e variáveis.
    • Outros factores financeiros: como uma compra inesperada, em saldos ou promoções.

    Embora o cenário de um perfil financeiro desorganizado pareça desequilibrado, existe uma característica positiva associada a este perfil financeiro, que se reporta ao facto de não sofrer muito com o medo de perder tudo a qualquer momento num possível cenário de espiral de dívidas. No entanto, são mais as características negativas associadas a este tipo de perfil financeiro.

    Pontos negativos de um perfil financeiro desorganizado:

    • Grande indisciplina.
    • Acumulo de juros desnecessários.
    • Acumulo de dívidas mensais.

    Nos casos de perfis financeiros desorganizados é importante que procurem ao máximo reorganizar as dívidas familiares, para evitar o incumprimento bancário.

    Uma das soluções que o poderá ajudar a reencontrar o equilíbrio financeiro é o crédito consolidado. Mais à frente, iremos explicar melhor esta solução e qual a diferença que poderá fazer nos tipos de perfis financeiros.

    Perfil Financeiro Planeador

    Um perfil financeiro planeador é o tipo de pessoa que gosta de pensar nas estratégias financeiras a longo prazo. Os perfis financeiros planeadores possuem um perfil muito competitivo.

    Por norma, um perfil financeiro planeador não apresenta grandes desvantagens, a não ser pelo complexo obsessivo de querer sempre mais do que aquilo que tem.

    Como foi possível verificar até agora, existem diferentes tipos de perfis financeiros que reflectem as várias formas de cada um lidar com dinheiro. Se esteve atento até aqui, é porque está pronto para responder a uma pergunta que encerrará a primeira parte deste artigo:

    Qual o perfil financeiro com que mais se identifica?

    Deixe-nos a sua resposta nos comentários. Estamos muito curiosos para saber. Se achar que o conteúdo que leu até agora é interessante, aproveite para subscrever a nossa página para receber mais conteúdos sobre Finanças.

    Até agora, apresentámos quais os tipos de perfis financeiros que existem e as principais características que os distinguem. Na segunda parte deste artigo, apresentaremos os principais motivos pelos quais deverá manter um perfil financeiro saudável, e qual o impacto que este factor terá num pedido de crédito.

    Para isso, optámos por organizar a segunda parte no artigo nas seguintes questões:

    1. Qual a importância de ter um perfil financeiro saudável?
    2. O que é a taxa de esforço?
    3. Como a Taxa de Esforço (TE) poderá ser utilizada para identificar a qualidade de um perfil financeiro?
    4. Como manter um perfil financeiro saudável?
    5. Como o perfil financeiro pode impactar num pedido de crédito?
    6. Como melhorar o perfil financeiro?

    Se estiver interessado em algum dos tópicos em particular, siga directamente para essa questão. Caso contrário, continue a ler o artigo na íntegra.

    1 - Qual é a importância de manter um perfil financeiro saudável?

    Ser detentor de um perfil financeiro saudável é fundamental para a gestão financeira. No mundo dos créditos, uma das principais vantagens de uma boa saúde financeira é a facilidade de ver um pedido de crédito aprovado. Neste ponto, uma das variáveis que mais influenciará a análise do processo é a taxa de esforço.

    Saiba a seguir o significado de taxa de esforço. Perceba qual o impacto que este factor poderá ter num perfil financeiro ao pedir um crédito.

    2 - O que é a taxa de esforço?

    A taxa de esforço ou TE é o esforço que será feito por uma pessoa singular para pagar todas as dívidas.

    Esta variável é um dos principais factores de um perfil financeiro que será avaliado ao efetuar um pedido de crédito. A TE é também um critério decisivo na aprovação de condições mais vantajosas.

    Salienta-se, contudo, que no cálculo da taxa de esforço não serão contabilizadas algumas despesas variáveis.

    Exemplo de despesas não contabilizadas no cálculo da taxa de esforço:

    • Gás.
    • Telecomunicações.
    • Alimentação.
    • Entre outras fixas.

    Para efectuar o cálculo da taxa de esforço use a fórmula a seguir apresentada:

    Taxa de Esforço = (valor das mensalidades e despesas fixas/ rendimento líquido total do agregado familiar) x 100

    A taxa de esforço é uma das variáveis que mais poderá impactar na performance dos diferentes tipos de perfis financeiros. Entenda o porquê no tópico seguinte.

    calculadora taxa esforco
    Simulador da Taxa de Esforço • Fonte: e-loan Soluções Financeiras

    3 - Como a Taxa de Esforço (TE) é utilizada para identificar a qualidade de um perfil financeiro?

    A taxa de esforço reflecte a capacidade de um devedor para fazer face às suas despesas. Para o ajudar a entender melhor qual o impacto da taxa de esforço num pedido de crédito, tenha atenção ao exemplo seguinte:

    Exemplo de cálculo de Taxa de Esforço

    A Maria e o Ricardo possuíam um rendimento mensal de 2.100€ e tinham os seguintes pagamentos todos os meses:

    Créditos/PagamentosMensalidadesMontante em dívida
    1 Crédito Pessoal290€5800€
    1 Crédito de Cartão de Crédito250€3250€
    1 Crédito Automóvel300€12000€
    1 Renda600€-
    Total em créditos144022000€

    Pelas 3 prestações de crédito e uma renda, a Maria e o Ricardo tinham, ao todo, uma despesa mensal de 1440€.

    Crédito Pessoal (290€) + Crédito de Cartão de Crédito (250€) + Crédito Automóvel (300€) + Renda (600€) = 1440€

    Feitas as contas, o casal tinha uma taxa de esforço muito superior ao normal, que chegava quase aos 69%.

    TE = 1.440€/2100€ x 100 = 68,5%.

    Com o perfil financeiro desorganizado, a Maria e Ricardo foram alertados pelo banco que, ao mais pequeno deslize, podiam vir a entrar em incumprimento no Banco de Portugal. Preocupados com a possibilidade de perder todos os bens, a Maria e o Ricardo começaram à procura de soluções que lhes permitissem recuperar a estabilidade financeira. Uma das soluções encontradas pelo casal passou por aderir à consolidação de créditos e-loan. Mais à frente, iremos apresentar como esta modalidade se converteu numa ótima solução para o casal.

    4 - Como manter um perfil financeiro saudável?

    A situação do casal Maria e Ricardo denunciava um perfil financeiro debilitado, que a qualquer momento podia trazer grandes problemas para a família. Entrar em incumprimento bancário é uma das principais consequências de um perfil financeiro pouco saudável. Pensar em formas que ajudem a obter novamente o controlo das finanças é muito importante no seio do orçamento.

    Algumas sugestões daquilo que poderá ser feito são:

    • Utilizar listas de compras: por exemplo, no supermercado. Se fizer uma apenas com o essencial e o que lhe falta em casa, acabará por não se sentir tentado a aderir a promoções e a comprar produtos que não precisa realmente.
    • Ser vigilante em relação às dívidas: com a ajuda de uma Folha de Cálculo, por exemplo. Controle todas as suas prestações mensais, e tenha uma noção de quanto irá precisar mensalmente para nada ficar por pagar.
    • Adquirir conhecimentos de literacia financeira: perceber sobre finanças nem sempre é fácil. No entanto, ter conhecimentos sobre a matéria fará diferença no seu desempenho financeiro.

    Agora que já teve a oportunidade de verificar algumas sugestões sobre como manter um perfil financeiro saudável, porque não as começa a pôr em prática? Afinal, se tiver um perfil financeiro saudável, poderá ter acesso a duas vantagens importantes:

    Veja a seguir qual o impacto que o acúmulo de dívidas mensais e a elevada taxa de esforço poderá ter num pedido de crédito.

    5 - Como o perfil financeiro pode impactar um pedido de crédito?

    Efectuar um pedido de crédito é um grande passo para a carteira de qualquer família. Quando realiza um pedido de crédito a qualquer instituição financeira, o normal é que o seu perfil financeiro seja submetido a um conjunto de avaliações que irão verificar a sua capacidade para fazer face ao empréstimo.

    Um dos parâmetros com maior impacto neste cálculo é taxa de esforço. Este factor é mesmo determinante, e caso apresente um valor muito elevado, poderá mesmo levar a que o banco recuse o pedido de crédito. Hoje em dia existem soluções que podem ajudar a baixar este valor.

    Para saber mais, voltemos novamente ao exemplo da Maria e do Ricardo, desta vez com um pedido de crédito habitação em vez de uma renda, e vejamos como isto impactou a vida financeira do casal.

    A Maria e o Ricardo, tal como foi possível verificar-se, possuíam um perfil com uma taxa de esforço elevada. O casal, que vivia num apartamento alugado, teve que mudar de região por questões de trabalho. Embora com um perfil já um pouco debilitado em relação às dívidas mensais, decidiram arriscar e pedir um crédito habitação. Neste ponto, o casal, que estava inicialmente a pagar uma renda, passaria a ter as despesas seguintes:

    Créditos/PagamentosMensalidadesMontante em dívida
    1 Crédito Pessoal290€580000€
    1 Crédito de Cartão de Crédito150€3250€
    1 Crédito Automóvel300€1200€
    1 Crédito Habitação800€-
    Total de Créditos1540€