Aprenda a poupar nas férias de Natal: sugestões para não perder o controlo financeiro na quadra natalícia.

As compras de Natal podem causar grandes constrangimentos no orçamento. Embora, existam ajudas para este período, como o subsídio natalício, nem sempre este apoio é suficiente para ajudar a manter o controlo financeiro.

Como gerir o orçamento das prendas de Natal sem desestabilizar as finanças?

Para não perder de vista a gestão do orçamento, nesta quadra festiva, preparamos um conjunto de dicas para manter o equilíbrio das finanças nas compras de Natal. Não perca mais tempo e comece já economizar na compra das prendas de Natal.

Sugestões para manter o controlo orçamental na quadra natalícia

Sumário

    O período natalício é uma época de grande empolgação e comemorações que passam pela compra de presentes de Natal e troca de prendas natalícias. No entanto, é bom que fique atento a alguns aspectos que poderão ajudar a respirar de alívio, após o período festivo. Afinal, é importante manter o controlo das finanças e entrar no novo ano com a gestão orçamental em dia. Por isso, vamos em frente para ver algumas dicas que poderá considerar para alcançar estes objectivos.

    1 - Guarde o subsídio de Natal

    O Natal é para muitos, um momento de compras e gastos. No entanto, a primeira dica passa mesmo por poupar o subsídio natalício. É no fim do ano que muitas empresas pagam o subsídio de Natal. Quando este não é recebido mensalmente em duodécimos, poderá ser pago em duodécimos. Este complemento salarial é um apoio de dinheiro extra que corresponde ao valor de um salário base.

    Se não puder guardar integralmente o subsídio de Natal, procure poupar uma parte dele, para usar em momentos de aperto financeiro e dificuldades. Procure encontrar um equilíbrio entre fazer as compras de Natal e guardar uma parte do que ganhou.

    Nos casos cujo subsídio de Natal seja pago de forma diluída pelos 12 meses, procure guardar o montante numa conta à parte, ou num sítio seguro. Tente esquecer que este dinheiro existe, de modo a chegar à época natalícia com poder de compra. Caso contrário, poderá acabar por fazer dívidas para comprar as prendas e presentes de Natal. É comum que ocorra o endividamento nos cartões de crédito e no crédito pessoal para fazer face às despesas do Natal, nos casos em que o dinheiro do subsídio já não está mais disponível.

    Dica sobre subsídios:

    • Em alguns casos, os subsídios de Natal e de férias são pagos mensalmente. Para saber os valores pagos, solicite os recibos de vencimento, junto da contabilidade responsável por processar os pagamentos da empresa onde trabalhar.
    • Os documentos de vencimento apresentam uma visão mais ampla dos valores recebidos, descontos para a Segurança Social e  IRS, e indicam os valores dos subsídios de Natal e férias.

    2 - Compre com alguma antecedência

    Não deixe as compras de Natal para a véspera. Se estiver apertado com prazos, acabará por acumular stress, algo que poderá ser prejudicial tanto para si, quanto para as suas finanças. Pondere bem aquilo que deseja comprar e o que não é essencial. Ao optar por fazer compras com alguma antecedência, poderá:

    • Evitar filas que geram cansaço.
    • Deixar de perceber detalhes e certas oportunidades que podem levar a que page menos nas compras.
    • Se ver diante do aumento da procura por produtos, com possível aumento de preços.
    • Deixar de comparar preços em diferentes estabelecimentos.
    • Fazer compras que geram arrependimento posterior.

    Dica: a pressa é inimiga dos grandes negócios. Portanto, não deixe que esta quadra seja prejudicial para as suas economias.

    3 - Passe pelo comércio local

    combinar-irs-credito-consolidado

    Sempre que puder, opte pelo comércio na sua área de residência. Para além de ajudar os comerciantes, poderá ter acesso a descontos e a produtos diferenciados. No comércio local, por vezes, existem produtos com alguma simbologia, mais baratos que as prendas tradicionais. Ao escolher comprar na sua localidade, poderá ainda ter acesso a outras vantagens:

    • Poupar no combustível.
    • Poupar dinheiro em transportes públicos.
    • Poupar em estacionamento de parques de shoppings..
    • Ter alguma facilidade para fazer trocas em caso de arrependimento, evitando grandes deslocações

    Dica: parte dos negócios já funcionam online. Aproveite a comodidade das compras sem sair de casa, mas não esqueça dos prazos de entrega que podem alargar na quadra festiva.

    4 - Compare preços

    consolidacao-credito-estudante

    Para comparar preços, é preciso comprar com alguma antecedência. Compras feitas em cima da hora, dificultam a comparação de preços e podem gerar maus resultados. Se vai fazer a compra “fisicamente” num shopping ou loja, procure pesquisar antes, na internet. Assim, estará mais preparado para fazer melhores escolhas. Se vai comprar na internet, em lojas on-line, pode mesmo fazer o contrário. Ir diretamente a uma loja física, ver os preços e até conhecer o produto, antes de comprar.

    Evite comprar a primeira coisa que lhe aparecer. Analisar preços e comparar o mesmo artigo em diferentes estabelecimentos é muito importante. Ao fazê-lo, poderá efectuar as melhores escolhas para o seu orçamento e poupar algum dinheiro. Para este efeito, conte com a ajuda de algumas plataformas de comparação de preços:

    Dica: também poderá criar uma lista para comparar resultados ou usar uma folha de cálculo para anotar os preços dos principais concorrentes. Equiparar preços poderá gerar boas economias e garantir alguma sobra de dinheiro, até para fazer outras compras.

    Dica: nesta época, há empresas que fazem promoções de Natal. Se ficar atento, poderá apanhar algumas delas. Por outro lado, fique cauteloso com as promos “fake“. Há estabelecimentos que anunciam campanhas que não possuem alterações substancias dos preços praticados.

    Se o objectivo passar por oferecer uma viagem, poderá usar plataformas especializadas em viagens:

    5 - Elabore um orçamento para os presentes

    incumprimento-bancario

    Um princípio base para qualquer gestão das finanças, passa por não gastar mais dinheiro do que tem. No Natal, esta ideia não deve fugir à regra. Para isso, procure elaborar listas de presentes. Poderá usar uma folha de cálculo do Excel ou do Google Docs.

    Considere uma lista com:

    • Presentes para pessoas próximas e mais distantes.
    • Lista de prendas de comemorações da empresa.
    • Defina preços mínimos e máximos.

    Dica: estabeleça um plafond que pretende gastar com cada um dos casos. Após ter uma lista pronta, procure cumprir o orçamento planeado e evite fugir dos objectivos estabelecidos na lista de compras de presente de Natal.

    6 - Conheça as apps de segunda mão

    O Natal é uma época associada ao consumismo. No entanto, nem todos os presentes tem que ser de “primeira mão”. Existem algumas plataformas onde poderá adquirir produtos usados de qualidade e por um preço menor:

    Nestes casos, é importante que saiba escolher bem. Considere algumas dicas para fazer uma boa compra:

    • Solicite várias fotos do produto que estiver a pensar em comprar
    • Procure contactar directamente com o vendedor.
    • Se possível, tente testar o produto, antes de o comprar.
    • Nunca faça depósitos sem antes ter o produto em mãos.
    • Tome cuidado com as burlas e se tiver dúvidas, não faça o negócio.
    • Marque encontro em locais públicos e abertos, onde existam mais pessoas.
    • Evite contactar estranhos directamente na sua morada ou próximo.
    • Escolha empresas de referência para fechar negócio.
    • Confira a reputação das empresas em sites de reclamação.

    Dica: também poderá vender produtos que não usa mais. Dê uma nova vida aos objectos que já não forem utilizados e promova um Mundo mais sustentável. Dessa forma, poderá até conseguir algum dinheiro para a quadra natalícia.

    7 - Evite compras de supermercado de última hora

    eloan-solucoes-financeiras-guai-cuidado-promocoes

    Elabore uma lista de compras de supermercado e procure fazê-la um pouco antes do Natal. As listas evitam que:

    • Compre produtos desnecessários.
    • Que esqueça de algum produto.
    • Que evite fazer compras à última hora.
    • Que se sinta pressionado a fazer compras que não deseja.

    Elabore um orçamento para as suas compras, ele poderá também ajudar a organizar as compras de Natal.

    Dica: se precisar de ajuda para controlar as entradas e saídas de dinheiro no período do Natal, poderá usar uma Folha de Controlo de Financeiro.

    Baixe grátis a folha de gestão financeira da e-loan:

    8 - Opte por comida caseira

    A quadra natalícia é um período para juntar a família à mesa. Para cumprir com todas as tradições familiares e ao mesmo tempo economizar, evite encomendar comida fora. Algumas dicas para economizar na cozinha natalícia passam por:

    • Cozinhar em casa mesmo, as entradas, sobremesas e pratos principais.
    • Definir um orçamento para para gastar com a comida.
    • Definir a quantidade de pessoas que vão estar presentes nos jantares e almoços de Natal.
    • Definir uma quantidade média de alimentos para cada convidado. Por exemplo, no caso de carnes, é comum contar com 100g para cada convidado. Considere uma margem adicional de 50% para ficar confortável e não faltar nada.
    • Evite o desperdício. Além de considerar uma porção para cada convidado, poderá reaproveitar as sobras “leftovers” para fazer novos pratos saborosos, no dia seguinte. Por exemplo, uma sobra de arroz branco pode dar lugar a um arroz de forno, no dia seguinte.
    • Se está mesmo em busca de economia na comida caseira, procure por promoções e fique atento às oportunidades e promoções que surgem nos hipermercados.
    • Se optar por usar o forno, faça mais do que uma receita e evite o desperdício de gás.

    Dica: defina um orçamento para todas as despesas.

    9 - Poupe nos embrulhos

    Um dos desafios na altura do Natal, é embrulhar as prendas. Mas saiba que pode poupar nos embrulhos e fazer escolhas mais conscientes e ecológicas. Conte com algumas dicas para ajudar:

    • Este ano, faça um teste evite a preocupação de comprar sacos caros e embrulhos sofisticados. Pode optar por usar a criatividade e conseguir bons resultados em casa.
    • Seja sustentável e aproveite o que tiver em casa. Poderá usar papel manteiga, panos de cozinha ou até mesmo, jornais para embrulhar as suas prendas. Isso confere um toque pessoal às suas prendas, além de aliviar as finanças.
    • Procure alternativas de presentes que sejam sustentáveis, de iniciativas ecológicas. É possível encontrar boas oportunidades nesse segmento, já que os produtos tendem a ser criados a partir de processos de reciclagem de materiais, em geral, mais baratos.

    10 - Aproveite a decoração do ano anterior

    Árvore, bolas, pai Natal, meias, efeites, efeites… Sim, Natal pede tudo isso. Mas também dá para economizar no cenário natalício e conseguir bons resultados. Como é sabido, as decorações de Natal podem custar algum dinheiro. Muita gente gosta de mudar a decoração anualmente, mas tudo isto está contra a meta do poupar. Algumas dicas de poupança nas decorações de Natal passam por:

    • Reutilizar os materiais decorativos do ano anterior.
    • Substituir apenas aquilo que não estiver tão bom.
    • Ser criativo e aprender novas formas de decorar.
    • Reutilizar materiais que já tiver em casa.
    • Usar soluções sustentáveis e mais baratas.
    • Adotar materiais reciclados e usar a critividade para compor cenários.
    • Usar a internet para procurar tutoriais e vídeos que ensinem a decorar a cena natalícia, gastando pouco dinheiro.

    11 - Poupe nas compras online

    credito consolidado cartao

    O mundo digital está aí cheio de ferramentas e oportunidades para nos ajudar a comprar e fazer boas escolhas. Por isso mesmo, as compras on-line cresceram tanto nos últimos anos e no Natal isso não é diferente.

    Algumas das vantagens das compras on-line no período natalício passam por:

    • Usar a internet para fazer as compras de presentes, se estiver com um orçamento mais apertado.
    • Fazer as compras pela internet pode ajudar a ir “mais devagar” e comparar melhor as opções disponíveis.
    • Evitar as confusões das grandes filas e do trânsito.
    • Controlar tudo o que compra com a ajuda do carrinho virtual.

    Comprar on-line é muito bom e pode mesmo ajudar a organizar as compras. Mas tenha em atenção alguns dos pontos a seguir:

    • Evite compras sem necessidade.
    • A internet está cheia de anúncios e promoções.
    • Não compre por impulso.
    • Procure conhecer a loja onde está comprando.
    • Pesquise a reputação da loja antes de comprar.
    • Evite as burlas.
    • Não compre se estiver inseguro.
    • Procure verificar se a loja tem mesmo o produto que está divulgado.
    • Em alguns casos, os produtos são entregues muitos dias depois da compra.
    • Fique atento aos prazos de entrega.
    • Se a compra vai ocorrer perto do Natal e é um presente, vai querer evitar de ficar "de mãos vazias" se entrega se atrasar.
    • Evite cair em promoções "boas demais" para ser verdade.
    • Há certas burlas disfarçadas de oportunidades.
    • Sempre desconfie de preços que estão muito desalinhados com os valores praticados por outras empresas.
    • Evitar a tentação de comprar por impulso.
    • Use uma lista com os presentes que pretende comprar e vá em busca deles, sem desviar muito dos objectivos.

    Dica: o carrinho virtual permite que veja a soma do preço de todos os artigos que está a comprar. Este controlo financeiro não será tão fácil de conseguir, se fizer as compras numa loja física. Se preferir se deslocar às lojas, recorra a outros meios que o ajudem a assumir o controlo das despesas. Um desses recursos é uma Folha de Cálculo financeiro.

    12 - Deseje Bom Natal sem gastar dinheiro

    Também é possível desejar Feliz Natal sem gastar muito dinheiro ou sem gastar dinheiro algum. Nem tudo passa pelo materialismo e consumismo e sempre pode expressar os votos de boas festas a amigos, familiares ou conhecidos, de uma maneira mais singela ou simplista. Por exemplo, pode:

    • Optar por cumprimentar as pessoas que gosta pessoalmente.
    • Se tem intimidade com os amigos mais próximos ou familiares, pode mesmo indicar que não foi possível gastar muito. Não se sinta desconfortável por não gastar aquilo que não tem.
    • Deve mesmo considerar que uma chamada telefónica pode fazer alguém mais feliz, do que um presente “físico”.
    • Pode enviar mensagens de texto ou até e-mails personalizados para as pessoas próximas.
    • Um postal ou carta, em “tempos tão digitais” pode mesmo fazer toda a diferença e sair bem mais barato do que presentes.

    Dica: coloque as relações com as pessoas em primeiro lugar, antes mesmo da quantidade de dinheiro que pensa ter que gastar para satisfazer as tradições. Nessa época festiva, o importante é que possa repensar os conceitos e estar próximo de quem ama.

    13 - Tenha cuidado com os cartões de crédito

    exemplo credito consolidado

    A azáfama do Natal e a vontade de dar prendas de melhor qualidade, levam ao abuso do cartão de crédito.

    Os cartões de crédito são um meio de pagamento que permite adquirir produtos ou serviços, mesmo que não tenha dinheiro na conta. Esta modalidade de crédito poderá criar a sensação falsa de que possui mais dinheiro do que tem, levando por vezes, a situações de espiral de dívidas.

    Algumas dicas para usar os cartões de crédito nas compras de Natal passam por:

    • Efectuar uma análise daqueles que são os seus limites financeiros.
    • Verificar aquilo em que poderá gastar dinheiro, sem nunca pôr em causa a estabilidade orçamental.
    • Lembre-se que o cartão de crédito é um empréstimo que deverá ser pago mais tarde.
    • Considere outras soluções financeiras se já estiver impactado pelo excesso de dívidas, como por exemplo, um crédito consolidado.

    Dica: se estiver a precisar de dinheiro extra, mas se encontrar a pagar várias dívidas de crédito em vários bancos, uma solução que poderá ajudar é o crédito consolidado com dinheiro extra. Saiba mais sobre a junção de créditos num só, descarregando gratuitamente, o Guia da Consolidação de Créditos no link a seguir.

    14 - Como conseguir dinheiro extra com um crédito que ainda gera poupança?

    Compras de Natal e dívidas são duas coisas que não “andam juntas”. Se está em busca de uma folga financeira para realizar um sonho ou um novo projecto, saiba que há soluções de crédito muito inteligentes, que permite acabar com as dívidas e conseguir algum dinheiro extra sem complicações.

    Imagina que pode juntar as dívidas que tem a decorrer e passar a pagar tudo num só dia, numa só data e num só banco.

    consolidacao credito consolidado
    Simulador de Crédito Consolidado • Fonte: e-loan Soluções Financeiras

    Conheça o Crédito Consolidado

    Se estiver a pagar várias dívidas de crédito em diferentes bancos e datas e precisar de dinheiro extra para compras de Natal, melhor que contrair uma nova dívida, é buscar alternativas mais inteligentes e profíquas. É comum que muitas pessoas optem por pedir um novo crédito pessoal ou até abusem no uso do cartão de crédito, para conseguir liquidez extra para épocas de muito gasto, como a quadra natalícia.

    O crédito consolidado permite que obtenha um empréstimo barato e sem grandes burocracias e que poderá utilizar para as compras de Natal. A principal vantagem da consolidação de créditos consiste na reorganização financeira. Esta solução financeira permite que possa dar um novo fôlego às finanças para entrar no novo ano com os créditos reorganizados.

    Tenha sempre presente que em caso de acúmulo de dívidas mensais, a prioridade máxima é evitar o incumprimento bancário. Dê um presente às suas finanças com cheirinho a Natal: efectue já a sua simulação de crédito consolidado gratuita e descubra como poupar e ainda conseguir dinheiro extra.

    E então? O que achou das dicas para fazer as compras de Natal sem pôr em causa a saúde das suas finanças? Esperamos ter ajudado e desejamos que faça as melhores escolhas.

    Votos de boas festas da e-loan Soluções Financeiras. Conte connosco! Estamos aqui para o ajudar a equilibrar o seu orçamento.