Preparamos o Guia do Crédito Pessoal para o ajudar a conhecer esta modalidade de crédito e identificar as suas principais vantagens e desvantagens

O Crédito Pessoal é uma modalidade de crédito relativamente rápida e acessível e muito utilizada quando se deseja obter dinheiro rápido para novos projectos e desafios. Entretanto, antes de o contratar, deverá ter em conta alguns critérios, e principalmente, considerar se há outras possibilidades mais vantajosas, frente a esta opção. Acompanhe o Guia do Crédito Consolidado e-loan Soluções Financeiras e descubra a resposta para esta e outras questões.

O crédito pessoal pode ser uma boa ajuda para conseguir dinheiro rápido para satisfazer necessidades a curto prazo. Mas será mesmo a única opção para conseguir dinheiro extra?

Ouviu falar de crédito pessoal? Gostava de saber um pouco mais sobre esta solução de crédito? Para o ajudar a entender o que é o crédito pessoal e quais são os principais factores que deve ter em conta antes de efectuar um pedido deste género, a e-loan Soluções Financeiras decidiu preparar este artigo. Além disso, damos ainda a conhecer algumas alternativas caso sinta que o crédito pessoal não seja a solução mais indicada para si.

O que é um Crédito Pessoal?

O crédito pessoal ou crédito ao consumo é, segundo o Banco de Portugal (BP), um empréstimo que visa satisfazer as necessidades de crédito a médio prazo e destina-se à aquisição de bens ou serviços de consumo de longa duração.

Esta modalidade de crédito, apresenta-se como um excelente aliado para fazer face a despesas imprevistas no orçamento do agregado familiar e deve ser utilizado de uma forma responsável.

Quais as principais finalidades do Crédito Pessoal?

O crédito pessoal, apresenta-se como uma boa ajuda financeira para realizar algum pagamento que não estava previsto no seu orçamento ou até mesmo alcançar novos sonhos.

Alguns exemplos de pedidos de crédito pessoal são:

  • Pagar as propinas da universidade.
  • Pagar despesas extra-de-saúde.
  • Remodelar a casa.
  • Realizar uma festa de casamento.
  • Ir de férias.

No entanto, antes de efectuar qualquer pedido de crédito pessoal, é importante que tenha em conta um conjunto de critérios que lhe permitam avaliar o estado da sua saúde financeira.

Conheça a seguir quais os tipos de crédito pessoal que existem no mercado.

Quais os tipos de Crédito Pessoal?

guia credito pessoal 01

Crédito pessoal automóvel

O Crédito pessoal automóvel é um dos créditos mais comuns no mercado e um dos mais fáceis de obter. Os valores para adquirir um tipo de crédito destes não costumam ir além dos 75.000€, mas os prazos de pagamento podem ser bem elevados, chegando por vezes até aos 10 anos.

Ao conceber um crédito pessoal automóvel, o banco compromete-se a realizar uma avaliação de risco, a qual, por vezes, permitirá financiar-lhe o seu crédito em 100%, ou seja, isto significa que poderá adquirir um carro sem ter que dar uma entrada para o último.

Crédito pessoal para formação

O crédito pessoal para formação tem como principal finalidade ajudar a financiar o percurso académico de um estudante. É um empréstimo bancário que pode ser utilizado para diferentes funcionalidades. Como, por exemplo:

  • Efectuar o pagamento de propinas da Universidade.
  • Financiar programas de mobilidade internacional como o Erasmus.
  • Financiar cursos de especialização tecnológica.

Os valores que normalmente se encontram fixados para este tipo de crédito variam entre os 1.000€ e os 25.000€ e os prazos de pagamento não costumam exceder os 5 anos.

Se vier a efectuar um pedido de crédito pessoal para formação é importante que tenha em atenção um aspecto que se reporta com o facto de que, a partir do momento em que o pedido é concebido terá que pedir comprovativo de todas as suas despesas que estiverem relacionadas com os custos do pedido de crédito.

Caso contrário, correrá o risco que o apoio lhe seja retirado.

Crédito pessoal ao consumo

Este tipo de crédito é utilizado para a compra de produtos variados, como:

  • Computadores.
  • Roupa.
  • Mercearia.
  • Mobílias.

Muitas as vezes este tipo de créditos, resultam de uma parceria entre as lojas e as instituições de crédito e têm como principal objectivo evitar que o consumidor fique a pagar taxas de juro ou que tenha gastos adicionais.

Contudo, recorde-se que os juros do crédito ao consumo que desaparecem no presente, são quase sempre cobrados no futuro, nomeadamente em taxas de utilização dos cartões de crédito nas lojas.

Crédito pessoal para criação do próprio negócio

Alguns Créditos de Empreendedorismo ou Empresariais são criados com o objectivo de ajudar os cidadãos a começarem um novo negócio.

Estes empréstimos estão na mesma linha do Crédito Pessoal, contudo apresentam características que os distinguem das demais.

Poderá obter um crédito deste tipo em vários sítios como nomeadamente:

  • Instituições públicas.
  • Gestoras de fundos comunitários.

Para pedir um Crédito de Empreendedorismo deverá ter preparado, pelo menos um plano de negócios, porque apesar dos bancos não terem todos os critérios, é comum darem atenção particular à dimensão do negócio, à fase em que está ,se ainda será lançado ou se já foi estabelecido, e ao que se espera obter em termos de lucratividade.

Crédito pessoal para recheio do lar

Nem todos os bancos apresentam a mesma designação para este tipo de crédito, contudo todos eles têm o mesmo objectivo: equipar ou mobilar uma casa.

Devido a um aumento considerável das exigências do Banco de Portugal (BP) sobre o crédito à habitação, que se encontram cada vez mais restritas para as famílias, várias pessoas têm procurado recorrer ao crédito para recheio do lar para mobilar casas acabadas de comprar.

A grande vantagem deste tipo de crédito está essencialmente na flexibilidade em relação ao prazo de pagamento do seu valor, mas também dos seus custos.

Crédito pessoal para viagens

Com a ajuda do Crédito Pessoal poderá também viajar. No entanto, as regras de concessão para este tipo de empréstimo são um pouco mais apertadas, porque o risco para o banco é muito elevado.

Contudo, muitas das vezes estes empréstimos poderão resultar de parcerias realizadas entre as agências de viagem e as instituições financeiras, pelo que poderão variar consideravelmente em termos de custo total.

Tenha em conta que, neste tipo de casos, é comum os bancos exigirem a contratação de serviços complementares ao crédito, como nomeadamente seguros de viagem, os quais serão acrescentados ao empréstimo, agravando deste modo as mensalidades.

guia credito pessoal 03

Critérios de análise que deverá ter em conta antes de efectuar um pedido de crédito pessoal

Despesas do agregado familiar

Um dos primeiros critérios que deverá ser alvo de análise, reporta-se com a despesas relativas ao orçamento do agregado familiar. Este ponto vai ajudá-lo a preparar um diagnóstico sério da sua situação actual.

É importante que aqui tenha claro quais são as suas despesas fixas e variáveis em curso no seu orçamento do seu agregado familiar.

Para o ajudar realizar a fazer este diagnóstico, poderá também usar a ajuda da Folha de Cálculo de Controlo Financeiro. Faça o download dela gratuitamente.

Veja a seguir como classificar as despesas fixas e variáveis.

Despesas Variáveis e Fixas

Efectuar um controlo financeiro de todas as suas despesas fixas e variáveis é uma etapa muito importante para definir níveis de poupança no seu orçamento, mas também conseguir efectuar o diagnóstico daquilo que realmente precisa ou aquilo que está a gastar a mais.

Veja a seguir como poderá proceder à classificação do tipo de despesas fixas e variáveis.

Despesas Fixas

As despesas fixas são aquelas que precisa pagar todos os meses e que inevitavelmente sempre irão ocorrer, permanentemente ou ao longo de grandes períodos de tempo.

Alguns exemplos de despesas fixas são:

  • Água.
  • Luz.
  • Gás.
  • Transportes.
  • Seguros de saúde.
  • Ginásios.
  • Propinas.
Despesas Variáveis

As despesas variáveis, são aquelas que não estão programadas no seu orçamento e que podem ocorrer de forma inesperada.

Alguns exemplos de despesas variáveis são:

  • Almoçar ou jantar fora.
  • Comprar uma peça de roupa e acessórios.
  • Crédito à habitação.
  • Recorrer a algum recurso médico ou hospitalar imprevisto.

Agora que já sabe o que cada uma delas significa no seu orçamento.

Veja a seguir outro tipo de despesas que deverá ter em conta, antes de partir para um pedido de Crédito Pessoal.

Créditos e despesas em aberto

Os seus cartões de crédito são uma excelente forma de análise do orçamento familiar.

Se recorre a eles com alguma regularidade para pagar despesas fixas, isto poderá significar que o cartão de crédito já está a ser utilizado como parte do orçamento familiar, como uma pseudo fonte de recursos.

A utilização de cartões de crédito, com alguma frequência, poderá significar também que o seu orçamento mensal é mais baixo do que as suas necessidades principalmente, quando as mensalidades extras são pagas com alguma frequência com este tipo de recurso.

Além dos cartões de crédito, podem ser também contabilizados outros recursos como, por exemplo:

  • Plafonds de cartões.
  • Pedidos de adiantamento de ordenado.
  • Outras ajudas financeiras semelhantes.

Despesas previstas

despesas que ainda não existem, mas que podem ser previstas. Por exemplo, quando sabe que um dos seus filhos vai para a universidade ou quando planeia ser pai e sabe que irá, arrecadar com as despesas de uma criança.

Actualmente, este tipo de despesas não são consideradas pelos bancos na análise do perfil financeiro, aquando um pedido de crédito. No entanto, elas são importantes para si, pois permitem enxergar a longo prazo o que está por vir.

Seja consciente e não tome atitudes precipitadas que venham a pôr em causa o perfil financeiro do seu agregado familiar.

Estabilidade/previsibilidade dos rendimentos

O crédito pessoal é um encargo com um prazo moderado e, apesar de ninguém adivinhar o futuro, é também verdade que todos temos a capacidade de realizar uma previsão sobre o que ele nos poderá reservar.

Por exemplo, se sabe que o seu emprego não é estável e que, a qualquer momento, poderá perder os seus rendimentos, então esta solução de crédito poderá não ser a mais certa para si. Tenha em atenção todos os detalhes do seu orçamento familiar para fazer as melhores escolhas e planear o futuro da melhor forma possível.

Ao estabelecer um plafond para comprometer em prestações de créditos, é importante, definir a quantidade de dinheiro que será necessária a cada mês para manter as prestações em dia.

guia credito pessoal 02

A importância de calcular a taxa de esforço

A Taxa de Esforço (TE) é um dos aspectos mais importantes a ter em conta, aquando da aprovação de um crédito e corresponde à “parcela de rendimento familiar mensal destinada ao pagamento das obrigações do agregado familiar.

Quanto mais baixa for esta variável, maior fac