Disponibilizamos as melhores soluções de financiamento

Espiral de dívidas de crédito : como evitar.

Esta época do ano, é por norma a mais perigosa em termos do uso do cartão de crédito .

A quantidade de despesas com o Natal a isso obriga. Mas com o início do Ano Novo, não melhora. Com os festejos típicos do final do ano , entra-se com o pé esquerdo  com a conta já desfalcada pelas extravagâncias. Recorrer ao cartão de crédito já se tornou um hábito.

Os bancos, aproveitam-se desta situação e esticam os plafonds, diminuem taxas, oferecem melhores condições e tornam os seus produtos mais atraentes com manobras de marketing como presentes de boas vindas ou promessas de adesão fáceis.

Tenha atenção! Sim, estamos no Natal , mas infelizmente o espírito não é totalmente genuíno. O que não está a pagar agora, irá pagar depois.

Ou seja, há que ter um cuidado especial nesta altura do ano.A alternativa ao cartão de crédito é pagar em numerário, que lhe permite valorizar os seus gastos de forma mais consciente mas se não há forma de evitar o crédito pessoal, pelo menos tente fazê-lo da maneira mais sensata : 

TAEG

A taxa anual efetiva global é o que mede os encargos totais associados ao seu cartão. Saiba qual é ela, pois em tendo de usar o cartão de crédito faça-o com aquele que tem a taxa menor.

Vários créditos

Se tem vários cartões e seguindo o raciocínio do ponto em cima , compare as taxas cobradas em cada um deles e use o mais barato. Planeie com antecedência e seja organizado. Anote todos os limites e quais os pagamentos que já fez, conseguindo assim perceber quanto ainda pode gastar. No entanto, o conselho que damos é  que deixe alguma margem para imprevistos, pois estes acontecem regularmente, seja uma avaria no carro, material escolar extra, uma consulta que não estávamos a contar, etc etc.

Plafonds e avaliação de risco

Os plafonds contratados inicialmente, poderão ser alterados pelo banco se houverem mudanças nas condições de pagamento do cliente. Se mudou de emprego e ganha menos ou se há atrasos nos pagamentos o banco reavalia a taxa de risco mas deverá sempre avisar o seu cliente. Por vezes em épocas de azáfama como o Natal, os plafonds ou limites do crédito podem ser aumentados, mas poderá tratar-se mais uma vez de um engodo, pois a tendência natural é usar mais o cartão.

Mora

Acontece por isso, muitas vezes não haver dinheiro no dia em que o cartão deverá ser pago, entrando em juros de mora o que irá influenciar mais uma vez na análise de risco.

Taxa de esforço

Mesmo que pague tudo a tempo e horas, saiba que a percentagem do uso do plafond  é considerada para calcular a taxa de esforço que mais não é do que o peso que todas as prestações de crédito têm no seu rendimento mensal.

Saiba qual a alternativa para  liquidar os seus créditos aqui

outros artigos sobre o tema: