Como se preparar para o fim das moratórias? Veja no Guia sobre as moratórias e-loan.

O fim das moratórias de crédito 2021 está a chegar e é importante que comece a preparar-se para aquilo que poderá ser uma grande preocupação para as suas finanças.

Se viu os seus pagamentos de crédito suspensos durante um bom período de tempo, não se iluda. Esta ajuda não dura para semprePor isso, é importante que se prepare com alguma antecedência para evitar o descontrolo das suas finanças.

Mas como posso eu preparar-me para o fim das moratórias 2021 em Portugal? É simples. Para isso, só terá que prestar muita atenção ao guia de fim das moratórias que a e-loan Soluções Financeiras preparou para si. Fique com a e-loan desse lado e conheça já algumas das melhores dicas e soluções para superar a este período complicado da história de muitas famílias portuguesas – o fim das moratórias 2021.

O fim das moratórias 2021 revela-se uma preocupação para muitos portugueses. Informe-se e prepare-se para o fim das moratórias em Portugal.

O Guia das Moratórias 2021 e-loan Soluções Financeiras vai responder as suas dúvidas principais sobre o assunto. Se preferir, use o Sumário a seguir para aceder directamente aos pontos de interesse.

Guia das Moratórias 2021 em Portugal

Neste artigo vai encontrar as seguintes informações sobre o fim das moratórias dos créditos em Portugal.

Sumário

    O que é uma moratória de crédito e como funciona?

    A COVID 19 têm-se constituído como um grande desafio para famílias e empresas, as quais tem sentido grandes quebras nos seus orçamentos. Ou, porque o volume de trabalho diminuiu consideravelmente ou porque foram mandadas para casa, em regime layoff, ou até porque viram alguns dos seus elementos do agregado familiar serem despedidos.

    Uma das soluções encontradas pelo governo e por algumas instituições privadas para impedir o maior endividamento das famílias foi a adesão a moratórias de crédito. Assim foi possível que as famílias portuguesas conseguissem manter os seus compromissos financeiros.

    Mas afinal, o que são as moratórias dos crédito e como funcionam?

    As moratórias de crédito permitem a suspensão temporária dos pagamentos das prestações de um empréstimo com um aumento do seu prazo por um tempo determinado.

    Ou seja, um empréstimo que deveria terminar em Fevereiro de 2021, com uma moratória de 6 meses, será prolongado até Agosto de 2021.

    Isto significa que as famílias que contraíram um crédito e estavam obrigadas a pagar um determinado valor às instituições financeiras ou ao banco viram os seus pagamentos suspensos durante um determinado período de tempo.

    No entanto, quando falamos em moratórias de crédito, podemos distinguir dois tipos:

    • Suspensão total de pagamentos de crédito: as moratórias cujo pagamento ficou suspenso na sua totalidade onde as famílias optaram por não ficar a pagar nenhum montante à instituição.
    • Suspensão parcial de pagamentos de crédito: as moratórias cujos indivíduos ficaram a pagar apenas as taxas de juros, ao longo da suspensão do pagamento de crédito aos quais estavam obrigados.

    Tenha sempre em mente que esta ajuda não vai durar para sempre. Por isso, a melhor maneira de sobreviver ao do fim das moratórias é planear uma boa estratégia. Caso contrário, poderá vir enfrentar um período complicado no seu orçamento familiar.

    Veja a seguir, no guia das moratórias 2021 e-loan, as várias dicas de como poderá vir a organizar as suas finanças no fim das moratórias.

    Quando terminam as moratórias de clientes particulares? Veja no Guia das Moratórias e-loan.

    Se é cliente particular e optou por aderir às moratórias públicas retenha as seguintes datas:

    Datas previstas para o fim das moratórias 2021TipologiaTipos de Crédito
    31 de Dezembro de 2020.Moratórias privadas da ASFACCrédito pessoal.
    31 de Março de 2021.Moratórias privadas de créditos Crédito hipotecário (multiopções, linhas de crédito permanentes
    hipotecários).
    30 de Junho de 2021.Moratórias privadas de créditos Crédito não hipotecário (pessoais da banca).
    30 de Setembro de 2021.Moratórias públicas do EstadoCrédito habitação.

    Caso tenha aderido à moratória pública de crédito habitação a 30 de Setembro de 2020, a sua duração foi alargada até 30 de Setembro de 2021.

    Pelo contrário, se aderiu às moratórias privadas da ASFAC de crédito pessoal a 31 de Março de 2021 já terminaram a 31 de Dezembro de 2020. No entanto, o credor só poderá beneficiar desta moratória, caso em 2019, quando esta moratória foi concedida pela primeira vez, só tenha beneficiado de 25% da mesma.

    Caso tenha optado por aderir às moratórias privadas retenha as seguintes datas:

    • Para créditos hipotecários de moratória privada APB, como multiopções, linhas de crédito, hipotecário ou habitação, a data-limite de fim das moratórias 2021 será até 31 de Março.
    • Para créditos não hipotecários, pessoais da banca com validade de 12 meses, a data-limite da moratória privada APB será até 30 de Junho.

    Moratórias 2021 - Datas de fim das moratórias em Portugal

    Veja a seguir algumas datas importantes das moratórias 2021.

    Quando terminam as moratórias de clientes empresariais

    Veja a seguir as datas referentes às empresas.

    Empresas Prazo final moratórias empresariais
    Que estejam com moratórias de crédito desde 202030 de Setembro de 2021.
    Caso não estejam a pagar prestações na sua totalidadeCobrança de juros a partir de 1 de Abril de 2021.
    Empresas cujo CAE conste no Decreto de Lei 78/ A 2021Empresas a beneficiar de moratórias desde 30 de Setembro de 2020, o prazo final é
    30 de Setembro de 2021.
    Renovação automática do prazo de 12 de meses no seu contracto de crédito a
    30 de Setembro de 2021.
    • Para as empresas que estiverem a beneficiar de moratórias desde 2020, a sua data final é até 30 de Setembro de 2021.
    • Caso a sua empresa não esteja a pagar a prestação na totalidade, os juros vão começar a ser cobrados a partir de 1 de Abril de 2021.

    As empresas cujo CAE (Código de Actividade Económica) conste do anexo ao Decreto-Lei n.º 78-A/2020, e que pertençam a sectores em que o impacto económico, devido à COVID 19 foi maior, apresentam duas vantagens em relação às restantes:

    • Podem ficar em moratória de capital e juros até 30 de Setembro de 2020.
    • Terão acesso a uma prorrogação automática de 12 meses no seu contracto de crédito a 30 de Setembro. Esta prorrogação é adicional à já efectuada, relativa ao período da moratória.

    Prazo de fim das moratórias para empresas que aderiram em 2020

    Veja os prazos:

    • Os prazos para o fim das moratórias privadas 2020 vão manter-se em vigor até a data de 31 de Março de 2021.
    • No caso do crédito hipotecário será até 12 meses após a contratação da moratória. Quanto ao crédito pessoal a data-limite será até 30 de Junho.

    Salienta-se que, no caso das moratórias privadas já não é possível solicitar a sua renovação, pelo que em breve várias famílias terão que voltar a pagar os empréstimos para os quais se comprometeram. Já a moratória pública tem sido regularmente prolongada e alterada desde a sua primeira data.

    Quando as moratórias foram aprovadas pela primeira vez com o Decreto-Lei n.º 10-J de 26 de Março os prazos eram menores. Nessa data, para os particulares apenas eram aplicáveis os contractos de crédito de habitação própria e permanente. Inicialmente, previa-se assim que, as moratórias durassem até 30 de Setembro de 2020.

    No entanto, em Junho de 2020, com a entrada em vigor do Decreto-Lei n.º 26/2020 as moratórias foram estendidas de forma automática até 31 de Março de 2021 e até 30 de Junho de 2020. Neste diploma foi também aumentado o âmbito das operações de crédito abrangidas, bem como o número de potenciais beneficiários.

    Salienta-se que este foi um regime de excepção devido ao aumento do número de casos de COVID 19 no país, pelo que se espera que este prazo que inicialmente alargado pelo governo não se volte a repetir.

    Prazo de fim das moratórias para empresas que não aderiram em 2020

    Mais tarde, em Setembro de 2020, a moratória foi de novo estendida, mas desta vez de forma automática, por mais seis meses, ou seja, até à data de 30 de Setembro de 2021, através do Decreto-Lei n.º 78-A/2020 de 29 de Setembro.

    Em Dezembro foram publicadas leis que possibilitavam uma nova adesão à moratória pública até 31 de Março de 2021, através do Decreto-Lei n.º 107/2020 de 31 de Dezembro. O mesmo estabelece ainda, um período máximo de nove meses para empresas e particulares que beneficiassem de moratórias. Salienta-se que, de acordo com a nova legislação voltou a ser possível solicitar a adesão à moratória pública. O mesmo não se verifica com as moratórias privadas, as quais já não é possível solicitar nova adesão.

    Quais as moratórias ainda em vigor?

    Perceber quais as moratórias ainda em vigor e qual o prazo do seu fim é essencial para organizar a sua vida financeira. Assim, evita surpresas inesperadas. No ponto acima, a e-loan Soluções Financeiras apresentou todas as datas das moratórias que se encontram ainda em vigor.

    Não se esqueça do mais importante, anote tudo na sua agenda ou, caso não lhe apeteça pode rever este post sempre que quiser e aproveite já todas as vantagens que o guia das moratórias 2021 e-loan lhe pode oferecer.

    Moratórias em vigor relativas ao ano de 2021

    Como pode ver, de acordo com as datas acima apresentadas, o fim das moratórias 2021 está próximo e para evitar grandes problemas com as suas finanças, como o sobreendividamento, deverá planear todos os seus passos para o fim das moratórias 2021. Lembre-se que, neste tipo de situações, mais vale “um pássaro na mão do que dois a voar”.

    Perceber quais os passos a tomar, para o período que se avizinha, é a melhor solução para evitar uma grande complicação nas suas finanças. Para isso, tenha sempre em conta vários aspectos, inclusive a dificuldade que terá no serviço de contratação de créditos depois desta altura. Por isso, perceba a importância do planeamento e organização da sua vida financeira.

    A COVID 19 e lockdown tiveram uma grande influência no período de instabilidade da carteira portugueses e certamente, ainda poderão complicar um pouco mais as coisas em 2021. Veja a seguir mais considerações que deve ter em conta na situação actual.

    Quais são as novas regras das moratórias em 2021?

    Veja como ficam as regras em 2021 para as moratórias.

    Para que possa aderir ao novo prazo de moratória pública terá de cumprir alguns dos critérios previstos na lei.

    Estão abrangidos pela moratória do Estado, todos os clientes particulares que pertençam a um agregado familiar em que, pelo menos um dos elementos esteja:

    • Em isolamento profiláctico ou em prestação de assistência a filhos, netos ou doentes.
    • Em layoff (ou seja, em redução do período normal de trabalho) ou com o contracto de trabalho suspenso.
    • A receber o apoio extraordinário à redução de actividade económica de trabalhador independente (artigo 26.º do Decreto-Lei n.º 10-A/2020).
    • Em situação de desemprego registada no IEFP.
    • A trabalhar num estabelecimento ou actividade encerrada por imposição legal ou administrativa durante o período de estado de emergência ou durante a situação de calamidade.
    • Apresentem uma quebra temporária de pelo menos 20% no rendimento do agregado devido à pandemia.

    Para além disso, serão ainda abrangidos por este regime aqueles que:

    • Não se encontrem em insolvência.
    • Não apresentem os seus pagamentos suspensos.
    • Não tenham cessado os seus pagamentos.
    • Se encontrem a ser alvo de execução judicial por de parte de qualquer instituição em que tenham crédito.

    Estão ainda abrangidos por esta moratória aqueles cuja situação esteja regularizada, perante a Autoridade Tributária (AT) e a Segurança Social (SS). Neste ponto, podem ser ainda incluídas as seguintes situações onde exista uma dívida que:

    • Não seja superior a 5000 euros.
    • Se encontre em negociação para regularização do incumprimento.
    • Seja possível apresentar evidência de um pedido de regularização de situação de incumprimento.
    Moratorias Portugal 2021

    É possível ter um prolongamento das moratórias?

    Devido ao surto epidémico COVID 19, o governo, ao contrário das instituições privadas, procurou alargar o período de moratórias em 2021.

    Contudo, apesar dos esforços realizados pelo Estado para garantir que grande parte das famílias pudessem assegurar os seus compromissos financeiros, é esperado que este regime de excepção não volte a ser verificado.

    Quanto ao papel das instituições financeiras se não permitiram o prolongamento dos prazos uma vez é provável que não o voltem a fazer.

    Por isso, é mesmo importante que comece a preparar-se para o fim das moratórias 2021. O guia de moratórias 2021 e-loan tem óptimas dicas a seguir.

    Possivelmente, o prolongamento das moratórias não ocorrerá em 2021

    Apesar do governo ter prologando as datas de concessão de moratórias de crédito uma vez, devido ao aumento significativo do número de casos de COVID 19, é possível que este prolongamento e ajuda do Estado não volte a acontecer. Quanto às instituições privadas, elas não renovaram os prazos numa segunda vez, pelo que, é pouco provável que o voltem a fazer.

    Focados neste aspecto, resta-nos encontrar soluções que possam ajudar os cidadãos a perceber como se podem preparar para o período após as moratórias e evitar o sobreendividamento ou o incumprimento dos seus compromissos financeiros.

    Mas afinal, há alguma solução para o final das moratórias 2021? Sim há. Desde o início deste artigo que lhe prometemos ajudar a encontrar a melhor solução para este problema.

    Já ouviu falar nas vantagens do crédito consolidado? Não, o que é isso do crédito consolidado? O crédito consolidado permite-lhe juntar todos os seus créditos num só e reduzir as suas despesas mensais até 60%. Com a ajuda deste recurso, poderá ficar a pagar todos os seus créditos em apenas uma mensalidade. Mas que óptima ideia, mas como é que isso funciona?

    São milhares de moratórias a vencer em Julho de 2021

    Até ao final de Janeiro, segundo a RTP1 , só a Caixa Geral de Depósitos (CGD) concebeu cerca de 67 070 créditos em moratórias. Este factor denuncia o grande período de crise que vivemos, derivado essencialmente da problemática do COVID 19. Os números não mentem e avizinham o possível início de uma crise que pode ser ainda maior que a actual.

    Acedeu às moratórias e agora está preocupado com o seu futuro? Uma das soluções que o poderá ajudar a antecipar-se para o fim das moratórias 2021 é aderir às vantagens do crédito consolidado? Está confuso? Não sabe o que isso é?

    A consolidação de créditos é uma das melhores soluções de mercado para conseguir controlar todas as suas despesas e reduzi-las a uma única mensalidade. Assim, para além de se manter organizado, conseguirá a estabilidade que falta para recuperar as suas noites de sono tranquilas e ultrapassar o fim das moratórias 2021.

    Como se preparar para o fim das moratórias

    O período de moratórias está a chegar ao fim e nada melhor que seguir algumas dicas que e-loan preparou para si no guia das moratórias 2021.

    Acabou o prazo das moratórias de crédito e agora, o que posso fazer?

    Aderiu às moratórias para não perder a sua casa? Estava a pagar créditos pessoais, mas a COVID 19 e o layoff trouxeram grandes consequências para os seus rendimentos? Viu-se obrigada a ficar em casa por causa dos seus filhos terem ficado doentes? São mil e uma as razões que podem justificar a sua adesão às moratórias. Contudo, é importante ter em mente que o prazo das moratórias está a acabar pelo que, é importante que planeie passo a passo tudo o que precisa para não perder o equilíbrio no seu orçamento.

    Crie um orçamento para enfrentar o fim das moratórias 2021

    A problemática do COVID 19 trouxe grandes incertezas para as famílias. Uma delas foi relativa aos seus orçamentos familiares, os quais por diversos motivos, passaram a ser alvo de grandes preocupações.

    Assim, uma das soluções encontradas pelo governo português e por instituições privadas, foi permitir às famílias que estas pudessem aderir aos regimes de moratórias, as quais se constituíram para muitos como uma lufada de ar fresco nos seus orçamentos, pois viram os pagamentos dos seus créditos suspensos por um determinado período de tempo.

    No entanto, é preciso ter em atenção que este apoio não dura para sempre, pelo que será necessário que prepare o seu orçamento para o fim das moratórias 2021. Uma das soluções poderá estar no planeamento do seu orçamento familiar.

    Mas como é que posso fazer isso e para que é que serve? Com a ajuda de um planeamento do seu orçamento familiar, terá uma noção de todas as suas despesas. Para além disso, poderá ainda com esta ajuda evitar despesas desnecessárias.

    O processo é simples. Procure apontar todos os seus rendimentos e despesas do agregado familiar, variáveis e fixas.

    • As despesas variáveis são as relativas a um determinado produto em específico, como por exemplo a compra de um computador e de um rato para o mesmo.
    • As despesas fixas são aquelas que, tal como a palavra indica já se tornaram habituais e, por norma, costumam repetir-se todos os meses, como por exemplo a factura da electricidade, da água e da internet.

    Tenha a noção de todos os seus gastos. Assim será muito mais fácil conseguir perceber quais as despesas que serão necessárias ou aquelas que poderá cortar do seu orçamento. É uma etapa tão simples, não é? E acredite que fará toda a diferença para o seu orçamento.

    Guia Moratoria Creditos
    Reorganize as finanças antes do fim das moratórias

    Depois de ter criado um orçamento com todos os seus gastos e despesas vai passar a perceber como as poderá reduzir e optimizar.

    Este trabalho é simples e só dependerá de si, e poderá ser resumido a vários exemplos como:

    • Crie listas de compras de supermercados e perceba aquilo que realmente precisa e onde e como poderá encontrar as melhores promoções.
    • Faça inscrição nos folhetos de supermercado da sua zona ou até faça download deles nas suas páginas oficiais, porque é totalmente gratuito e vai poderá fazer alguma diferença no seu orçamento.
    • Procure renegociar alguns dos seus contractos. Por exemplo, em serviços de seguros, telecomunicações, luz ou gás.
    • Aumente a coluna das suas receitas. Por exemplo, pode explorar algum hobbie. Pode ainda pensar na venda de algo que não esteja a precisar, como um móvel que esteja parado na garagem. Utilize plataformas como o OLX ou até o Facebook Marketplace.
    • Nunca se esqueça de sempre pedir a sua factura com o número de contribuinte e deduza todas as suas despesas no IRS. Isto vai ajudar a que receba mais do Estado no final do ano.
    Elabore uma "lista de espera" para outros gastos e defina prioridades

    Faça uma lista de espera com todos os compromissos ou desejos que não são essenciais. Só deverá cumprir essa lista quando tiver margem suficiente no seu orçamento, ou seja, após ter efectuado o pagamento de todas as suas despesas fixas, mas também depois após ter colocado o montante de parte relativo ao dinheiro que quer poupar.

    Depois disso, procure definir um montante como meta a alcançar para o processo da poupança. No fim, basta adoptar um conjunto de medidas para que consiga alcançar o seu objectivo, tais como: declarar as suas despesas no IRS ou até mesmo fazer a sua lista de supermercado.

    Antecipe-se a situações de maior dificuldade e faça um plano de acção para o fim das moratórias 2021

    Se estiver com grandes dificuldades em pagar as suas contas e controlar o seu orçamento no pagamento das despesas diárias, a melhor solução é adoptar uma atitude preventiva. Caso o problema esteja na dificuldade de pagamento das suas obrigações financeiras, procure alertar a instituição financeira responsável.

    Para estas situações poderá recorrer à linha de apoio ao cliente, onde poderá obter as informações que precisa para situações de risco como o sobreendividamento.

    Caso o problema de poupança esteja na dificuldade em pagar diferentes prestações de crédito, procure aderir às vantagens do crédito consolidado. Com esta ajuda, poderá juntar todos os seus créditos e obter a redução das suas despesas mensais até 60%. Conte com a e-loan para este processo.

    Comece por "fazer contas à vida" - tomar consciência do problema é o primeiro passo

    Lembre-se que, independentemente da situação profissional em que se encontrar, sempre que o tema for finanças pessoais, o primeiro passo que deverá tomar é fazer contas àquilo que ganha. Sejam rendimentos provenientes de prémios, do próprio agregado familiar, de poupanças, daquilo que ganha com o seu IRS, de acções ou dividendos, tudo deve ficar registado.

    Coloque todos esses valores num documento, como por exemplo numa grelha Excel e actualize-a com frequência. Mas não se preocupe, caso não tenha acesso a um computador, poderá simplesmente fazer esses apontamentos à mão. Com o tempo vai perceber como é tão fácil poupar.

    Ter noção do ganha poderá ser um dos ingredientes fundamentais para essa receita. Organize as suas finanças com as dicas da e-loan. Descubra quais são as suas maiores despesas, poupe e equilibre o seu orçamento e assim, vá-se preparando para o fim das moratórias 2021.

    Não se esqueça da táctica 10-30 para a gestão das suas despesas relativas às moratórias

    Depois de “fazer contas à vida”, o passo a seguir é identificar quais as suas despesas e procurar geri-las de maneira responsável.

    Controle de forma regular as suas dívidas e pagamentos fixos. Para isso, tenha em conta dois valores de referência:

    • Por um lado, ponha de parte cerca de 10% dos seus rendimentos, para gerar uma margem de poupança.
    • Por outro lado, controle todas as suas dívidas, como despesas de cartões de crédito, prestações e outras que não ultrapassem o rendimento máximo de 30% dos seus lucros.

    É importante que tenha em atenção também outras despesas ou serviços contratuais que tenha subscrito, como é o caso de televisão por cabo, electricidade, água e internet. Perceba quais são os gastos que lhe realmente precisa ou que não lhe fazem falta. Paga ginásio todos os meses e não põe lá os pés? Talvez esteja na altura de cancelar o serviço.

    Todas e outras dicas, das que tem sido referidas ao longo deste excerto são fundamentais para que consiga para se preparar para o fim das moratórias 2021 e para ter uma vida financeira mais saudável. Anote-as no seu caderno ou volte a ler sempre que quiser este post.

    Juntar, organizar e poupar é igual a ...?

    Preparar-se para o final das moratórias é essencial para evitar problemas maiores como de sobreendividamento. Uma das técnicas que deverá ter na sua ginástica orçamental é a da poupança. Ponha algum dinheiro de parte. Aproveite a margem financeira, que conseguiu com as moratórias para juntar algum dinheiro extra para conseguir pagar as suas dívidas depois do período das moratórias.

    Além disso, outra das soluções que poderá ser útil para o fim das moratórias 2021 é a adesão às vantagens do crédito consolidado. Com a sua ajuda, poderá ainda obter dinheiro para novos projectos, o que lhe vai trazer grandes vantagens para o seu orçamento familiar.

    Seja prudente! Junte, organize, poupe e procure reconhecer as vantagens do crédito consolidado da e-loan e depois que tiver tudo a andar bem, evite novos sobreendividamentos.

    Crédito Consolidado e-loan

    Com a ajuda do crédito consolidado e-loan pode ficar mais fácil poupar. Para além disso, é ainda possível arrecadar dinheiro para novos projectos. Veja as suas prestações mensais reduzidas até 60% e consiga sobreviver ao período do fim das moratórias sem comprometer as suas obrigações financeiras e sem entrar em período de endividamento.

    Para perceber melhor quais as principais vantagens de adesão ao crédito consolidado e-loan no período após as moratórias 2021, preparamos para si o seguinte exemplo:

    O caso da Joana e do Rui

    Joana e Rui (nomes fictícios), têm actualmente 5 créditos:

    • 1 crédito habitação.
    • 3 cartões de crédito.
    • 1 crédito pessoal.

    A despesa total mensal com todas as prestações é de 850 euros.

    Imagine-se que este casal estava a sofrer alguns impactos no seu orçamento devido à problemática do COVID 19. E, para que não perdessem tudo, optaram por aderir ao regime de moratória total, ou seja, optaram por não ficar a pagar nenhuma prestação durante o regime visado.

    A moratória terminou em Fevereiro de 2021, e a partir daí o casal passou a pagar os 850 euros, mais os juros que não foram pagos, durante o período de suspensão de pagamento, e que porventura, passaram a ser acrescentados ao capital em dívida (com os juros que já se encontravam a ser cobrados).

    Por isso, no final a prestação acabou por ficar bem mais elevada. Receosos de que a vida lhes retirasse tudo, procuraram a ajuda da e-loan para consolidarem os seus créditos. Nisto o casal passou a pagar apenas uma prestação mensal de 665,7 euros, durante 7 anos.

    A redução da prestação apresenta uma poupança mensal de 95,10, que, na verdade equivale a 1141,20 euros actuais. Com esta opção, o casal conseguiu reduzir de imediato a factura ao longo do contracto de crédito.

    Ou seja, apesar de a moratória aliviar as suas finanças no imediato, não significa que as obrigações financeiras venham a desaparecer no futuro. A solução do crédito consolidado e-loan é a mais segura pois, permitirá que obtenha uma diminuição significativa das suas prestações para ir amortizando as suas dívidas.

    Se se identifica com o caso da Joana e do Rui e quer perceber como seria o seu caso, com o fim das moratórias 2021 procure experimentar de forma gratuita o simulador de crédito consolidado e-loan.

    Com o Crédito Consolidado pode ajudar a vencer os desafios do fim das moratórias 2021?

    Apesar de o casal do exemplo ter recorrido ao regime de moratórias para aliviar as suas finanças durante um determinado período, esta ajuda concedida não teve uma duração para sempre. Pelo que uma das alternativas encontradas por eles foi recorrer às vantagens do crédito consolidado e-loan.

    Esta solução é actualmente a mais segura do mercado. Para além de ficar a pagar apenas uma prestação por mês, pode obter uma redução significativa de até 60% nas prestações mensais. Entre as vantagens deste produto de crédito, está ainda a capacidade de obter dinheiro extra para novos projectos.

    Deixe de lado as complicações e aceda já às vantagens do crédito consolidado e-loan. Faça com que o fim das moratórias 2021 deixe de ser uma dor de cabeça. Conheça já as vantagens do crédito consolidado e faça a sua simulação de forma rápida e totalmente gratuita. A nossa equipa está pronta a ajudar!

    Conheça a solução de Crédito Consolidado e-loan

    Para fazer uma simulação de crédito consolidado só terá de seguir as etapas indicadas:

    • Complete todos os seus dados no simulador de crédito.
    • Mande-nos os documentos necessários para avaliarmos o seu processo.

    Por fim, aguarde o contacto da nossa equipa de especialistas em Consolidação de Crédito. Garantimos a resposta mais rápida do mercado.

    E então esclareceu todas as suas dúvidas com o guia das moratórias 2021 da e-loan? Gostou desta publicação? Dê-nos sugestões sobre temas que gostava de ver esclarecidos. Conte com a e-loan para esclarecer algumas das suas dúvidas sobre finanças.

    Partilhe este artigo

    Share on facebook
    Share on whatsapp
    Share on linkedin

    Sugestões de Poupança

    Subscreva no blog
    “As Minhas Finanças”

    Receba periodicamente dicas de poupança e sugestões de investimentos no seu e-mail

    Artigos Relacionados

    como sobreviver aumento combustiveis
    Conheça dicas para diminuir os gastos mensais com os combustíveis e sobreviver até o final do mês com o ordenado.

    13 dicas para sobreviver à subida dos preços dos combustíveis em Portugal

    aumento poupanca portugueses
    Redução das despesas de consumo familiares aumentam consideravelmente os níveis de poupança das famílias portuguesas em 14,2%.

    Aumento dos níveis de poupança das famílias portuguesas em 14,2%

    prorrogacao moratorias 2021
    Veja as novas datas da prorrogação das moratórias bancárias de crédito em 2021. Prolongamento das Moratórias 2021.

    Parlamento aprova prorrogação das moratórias bancárias até final do ano

    diferencas tan tae taeg
    Conheça as taxas de juro de crédito TAN, TAEG e TAE. Veja a diferença entre as principais siglas do mercado...

    Diferença entre a TAN, TAE e TAEG

    Tags do Artigo

    0 Comments
    Feedbacks em linha
    Ver todos os comentários

    O blog “As Minhas Finanças” rege-se de acordo com a antiga ortografia da língua portuguesa.

    Subscreva a nossa newsletter

    e-loan® Soluções Financeiras.
    Intermediário de crédito vinculado, especializado em Crédito Consolidado, Crédito Pessoal e Crédito Habitação.
    A e-loan é um website propriedade da easyfinance, lda NIPC: 510606172.

    morada/contactos

    morada/contactos

    Rua Armando Cortez, nº 1 – 5º B.
    Código Postal: 2770-233.
    Paço de Arcos, Portugal.

    Subscreva a nossa newsletter

    Easyfinance, lda, sociedade comercial de serviços de consultoria e intermediação de crédito na categoria de vinculado. Seguro de responsabilidade civil para a atividade de crédito hipotecário (apólice n.º: 2510922) e para a atividade de crédito ao consumo (apólice n.º: 2509866), seguradora HISCOX Insurance Company Limited. Registada no Banco de Portugal com o número: 0001398
    e-loan Soluções Financeiras © 2021. Todos os Direitos Reservados.
    e-loan Soluções Financeiras ©2021.
    Todos os Direitos Reservados.
    Scroll to Top

    Soluções de crédito

    Aceda a seguir à solução de Crédito ideal para si.

    Crédito Consolidado e-loan

    Pague os seus créditos e reduza os juros. Junte as suas dívidas com mensalidades até 60% mais baixas.​

    Crédito Pessoal e-loan

    Feito à sua medida, obtenha o montante para realizar novos projectos. O crédito mais econômico e rápido.

    Crédito Habitação e-loan

    Tenha acesso ao crédito habitação com spread mais baixo e com as melhores condições do mercado.

    o que deseja buscar PROCURAR?

    Search
    Generic filters