e-loan Soluções Financeiras

Partilhe este artigo nas redes sociais:

Dicas para usufruir do seu subsídio de Natal

Estamos quase a entrar no mês de dezembro, e um dos momentos mais aguardados pelos trabalhadores por conta de outrem é o pagamento do subsídio de Natal. Também designado por 13º mês, o subsídio de Natal trata-se de uma compensação monetária que é muitas vezes usada para comprar as prendas de Natal, fazer uma boa mesa de consoada, ou em certos casos, para fazer face a certas despesas.

Veja as nossas sugestões para usar este subsídio de modo responsável

Neste artigo, apresentamos várias dicas sobre como poderá rentabilizar o seu subsídio de Natal, com o foco na poupança.

Sumário

    1 - Compre presentes com moderação - use apenas parte do subsídio

    Apesar do seu nome, e da tentação comum de usar o subsídio de Natal para comprar as prendas e financiar a comemoração, este dinheiro deve ser usado sensatamente, pois poderá ser uma ótima oportunidade para colocar algum dinheiro de parte. No clima económico atual, não há melhor presente do que ter uma vida financeira saudável, e usar este subsídio de modo responsável pode ajudá-lo bastante a atingir uma maior estabilidade no seu orçamento. Isto não signifique que não o use para comprar presentes – mas pode (e deve) optar por não o gastar na totalidade.

    Não gaste todo o dinheiro nas comemorações desregradamente, procure sempre reservar algum – defina atentamente que parte do subsídio precisa mesmo para a festa natalícia, e ponha o resto de lado. Comece por fazer uma lista das pessoas a quem deseja oferecer algo, estipule um valor razoável, e mantenha-se firme em ceder a tentações do consumo excessivo.

    Procure ainda evitar fazer compras em horários e locais muito concorridos, e pesquise antes de sair de casa, para se certificar que os artigos que deseja comprar estão mesmo disponíveis, com o valor aproximado dos mesmos. Se fizer compras online, tente comprar em simultâneo as compras para todas as pessoas, para evitar gastos a mais com os fretes de transporte.

    2 - Crie uma conta de poupança e defina metas financeiras

    Para conseguir reservar algum dinheiro, e só lhe mexer para atingir objetivos pré-estabelecidos, como fazer uma viagem, pagar a universidade dos filhos, trocar de carro ou dar entrada para uma casa, o mais indicado é criar uma conta específica para o efeito, quer seja uma conta poupança ou uma conta a prazo.

    Mais uma vez, o melhor é escolher com as que oferecem um bom retorno e correspondem às suas necessidades específicas. Informe-se sobre as taxas de juro, assim como a obrigatoriedade, ou não, de depósitos fixos. É igualmente necessário perceber se tem a possibilidade de mobilizar a conta quando quiser, sem ser penalizado. Avalie ainda se a conta tem capital e remuneração garantidos, e se permite renovação e reforços. Estabeleça logo à partida quanto quer poupar, semanalmente, ou mensalmente, para que a conta não tenha só um depósito único – deste modo, cria uma rotina de poupança ao longo do ano.

    3 - Prepare uma poupança para a reforma

    Se este subsídio de Natal não lhe é essencial agora para enfrentar despesas diárias ou liquidar dívidas pendentes, é sempre uma boa ideia começar a poupá-lo para a reforma. Para isto, tem várias opções disponíveis. Embora os Planos Poupança Reforma (PPR) sejam os mais conhecidos, também existem os Certificados de Reforma, que fazem parte do chamado regime público de capitalização, mas não são PPR, e não têm capital garantido.

    Antes de optar por qualquer um destes produtos, informe-se minuciosamente sobre todas as condições, incluindo os riscos, bem como a possibilidade de resgate – é importante saber se é possível aceder ao dinheiro antes de atingir a idade da reforma e em que condições pode fazê-lo.

    4 - Equacione amortizar se estiver a pagar um crédito habitação

    Se estiver a pagar um crédito à habitação, considere usar o subsídio de Natal, ou parte dele, para amortizar a dívida. Mas atenção: antes de seguir este conselho, faça todas as contas, e verifique se lhe compensa, pois liquidar o valor em dívida, total ou parcialmente, antes do final do contrato, envolve custos.

    Deve perceber se a redução que se consegue na prestação mensal da habitação compensa os custos da amortização, que variam de banco para banco e dependem da taxa de juro contratada, seja fixa ou variável. Também é importante avaliar se a poupança obtida desta forma é superior à que se obteria ao investir o dinheiro de outra maneira.

    subsidio de natal poupar

    5 - Aplique o seu dinheiro de forma variadas

    As opções mencionadas acima podem não proporcionar retornos expressivos, mas são bastante seguras. Se, por outro lado, quiser usar o subsídio de Natal em alternativas com potencial de retorno mais elevado (mas mais arriscadas), poderá investir no mercado de ações.

    No entanto, como não terá garantias de recuperação total do investimento, evite investir dinheiro que possa necessitar nos próximos cinco anos, no mínimo, e esteja sempre ciente da imprevisibilidade do mercado. Diversifique os seus investimentos, não concentre tudo numa única opção, e, preferencialmente, nunca aloque mais de 10% das suas poupanças. Existem também outras alternativas de investimento mais seguras, que pode analisar em conjunto com o seu gestor de conta.

    6 - Comece uma conta poupança para os seus filhos

    Se tem filhos mais jovens, sobrinhos ou afilhados, pode abrir-lhes uma conta poupança. É importante explicar a relevância de possuir uma conta, enfatizando que não é apenas para gastar, mas sim para adquirir competências de gestão financeira. Isso permitirá que aprendam a administrar dinheiro desde tenra idade. Se desejar, como complemento a essa aprendizagem, ofereça-lhes um livro sobre literacia financeira.

    7 - Aproveite para liquidar alguma dívida que tenha em atraso

    O subsídio de Natal pode ser uma boa ajuda para pagar alguma dívida que tenha em atraso. Ninguém está livre de um azar, e de uma possível entrada em situação de incumprimento bancário. Por isso, ao amortizar já, parcial ou totalmente, ficará com maior folga financeira, e com mais um problema resolvido. Recorde-se que, a longo prazo, se precisar pedir algum crédito, a situação de incumprimento é prejudicial para o seu score, e levará a uma recusa direta por de parte das financeiras.

    Estas são apenas algumas das dicas que mostram como o subsídio de Natal pode ser muito bem aproveitado para poupar e melhorar a gestão das suas finanças. Desejamos a todos um início de boas festas natalícias. Continue a acompanhar o nosso blog para mais dicas de poupança.

    e-loan Soluções Financeiras é uma intermediária de crédito registada no Banco de Portugal especializada em crédito consolidadoJunte os seus créditos num só pagamento mensal, com taxas competitivas e flexíveis.

    Partilhe este artigo nas redes sociais:

    artigos relacionados

    LER ARTIGO
    planear ferias baratas antecipadamente
    Gostava de ir de férias sem gastar muito dinheiro? Hoje é o seu dia de sorte! Conheça 6 dicas para...

    Férias baratas: 6 dicas para as planear antecipadamente

    LER ARTIGO
    dicas poupanca cozinha
    Conheça sugestões práticas e úteis para poupar na cozinha. Otimize o seu tempo, reduza o consumo de energia e aumente...

    Aprenda a poupar energia na cozinha

    LER ARTIGO
    dicas poupanca carnaval 2024
    Aproveite o melhor do Carnaval com as dicas de poupança e-loan.

    Aproveite o Carnaval sem comprometer sua saúde financeira

    LER ARTIGO
    como lidar com despesas imprevistas
    Dicas para lidar com despesas imprevistas. Saiba como o crédito consolidado pode ajudar a melhorar a gestão financeira.

    Surgiu uma despesa imprevista. E agora?

    Tags do artigo

    Receba os melhores conteúdos de finanças.

    Subscreva a nossa newsletter para receber conteúdos relevantes de poupança e literacia financeira, e esteja sempre a par das notícias mais atuais.

    Receba os melhores conteúdos de finanças.

    Subscreva a nossa newsletter para receber conteúdos relevantes de poupança e literacia financeira, e esteja sempre a par das notícias mais atuais.

    Scroll to Top
    o que deseja PROCURAR?