Disponibilizamos as melhores soluções de financiamento

Já conhece a regra dos 50-15-35?

A grande dúvida de muitas pessoas que querem controlar melhor as suas finanças é como fazer as suas despesas mensais caberem dentro do orçamento mensal. Esta não é mesmo uma tarefa fácil, já que as necessidades e tentações de consumo estão por todos os lados.
Para resolver este problema, crie metas para o orçamento mensal. Assim, tem mais clareza do quanto pode gastar em cada despesa para conseguir atingir seus dois primeiros objectivos financeiros:

  1. Parar de fechar o mês no vermelho, ou seja, recorrer a crédito no final do mês;
  2. Começar a poupar dinheiro.

A boa notícia é que a regra dos 50-15-35 funciona de forma muito simples.

A partir de agora, na hora de destinar o orçamento para as suas despesas mensais, passará a considerar três grandes grupos:

  • 50% do orçamento mensal para gastos essenciais

Os gastos essenciais englobam todos as despesas necessárias para manter-se no dia-a-dia. Inclui-se a residência, educação, saúde, transporte e alimentação. Entram nesta categoria gastos como: renda da casa ou prestação do crédito habitação, conta de luz, gás, telefone, escola, passes de transportes públicos, gasolina, aula de inglês, médicos, remédios, terapia e supermercado.

  • 15% do orçamento mensal para prioridades financeiras

Há duas possibilidades para as suas prioridades financeiras, dependendo de como está sua situação financeira:
1. Se está endividado: A sua prioridade financeira será pagar as suas dívidas. Vale lembrar que dependendo da gravidade da sua situação financeira, talvez seja necessário comprometer mais do que 15% da renda para resolvê-la. Nesse caso, terá que compensar cortando gastos nos dois demais grupos: estilo de vida (falaremos dele em seguida) e gastos essenciais (apesar de haver menor margem de corte, sempre é possível economizar na conta de telemóvel e do supermercado).
2. Se não está endividado: A sua prioridade financeira será poupar parte do seu salário para conquistar os seus objectivos de médio e longo prazo. Esta reserva de dinheiro trará segurança e tranquilidade à sua vida para que possa focar a sua energia para o mais importante – a sua vida familiar.

Guardando 15% do seu rendimento mensal, o seu primeiro objectivo financeiro deve ser construir uma reserva de emergência de três a seis salários, para que se proteja dos momentos de incerteza da vida e não tenha que recorrer ao crédito cada vez que se deparar com um gasto inesperado.

  • 35% do orçamento mensal para manter o seu estilo de vida

Com os gastos essenciais em ordem e as prioridades financeiras garantidas, está livre para usar o dinheiro com o que tem mais prazer. As despesas relacionadas com o seu estilo de vida são todas aquelas que não são essenciais, ou seja, podem ser cortadas em um momento de aperto. No entanto são importantes para que se divirta e aproveite a vida: refeições fora de casa, ginásio, cabeleireiro, viagens, televisão por cabo, são exemplos.
O grande segredo é entender que as despesas relacionadas ao estilo de vida devem vir depois de já ter cuidado dos seus gastos essenciais e das suas prioridades financeiras. Nessa situação, está livre para gastar sem culpa nenhuma.

Agora que já conhece a regra dos 50-15-35, faça as suas contas e confirme se a gestão financeira da sua família está estruturada desta forma.

Caso não obedeça, tente implementar alguns ajustes que permitam aproxinar-se da regra dos 50-15-35. Se não conseguir, analise de forma mais detalhada onde está o problema e avalie como o pode resolver. Recorrer a crédito no final do mês até chegar o próximo ordenado não é uma solução de longo prazo. No caso das suas responsabilidades de crédito dificultarem a implementação desta regra saiba que há formas de conseguir aumentar o prazo de pagamento ao mesmo tempo que baixa a taxa de juro paga. A consolidação de créditos (que consiste em juntar os seus créditos, alargando o prazo de pagamento e diminuindo a taxa de juro), pode ser uma solução para o seu problema. Faça a sua simulação aqui  ou contacte-nos directamente por telefone.